Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

14.06.2008 | 13:02

Economia: Preocupação com as commodities

Publicado na(s) categoria(s) Commodities, por Dalton Vieira


G8 mostra preocupação com choque de commodities

OSAKA (Reuters) – As nações mais ricas do mundo alertaram no sábado que os preços elevados das commodities podem abocanhar um pedaço do crescimento econômico, mas não anunciaram um plano para acalmar os mercados ou abrandar os protestos sobre o custo dos combustíveis e dos alimentos.

“Os preços elevados das commodities, especialmente de petróleo e alimentos, representam um sério desafio para estabilizar o mundo, têm sérias implicações para os mais vulneráveis e podem aumentar a pressão inflacionária global”, afirmaram os ministros em um comunicado.

O G8 reconheceu a dificuldade em sustentar o crescimento após problemas no setor imobiliário dos EUA gerarem uma crise global de crédito.

Esqueceram de chamar o Lula para a reunião do G8. Ele tem uma ótima sugestão para conter o aumento no preço dos alimentos, de acordo com a charge abaixo do cartunista Chico Caruso.




É ou não é uma boa solução para a alta no preço dos alimentos? Risossss

Aproveite o seu final de semana. Até breve!

14.06.2008 | 0:31

Análise da Semana: 09 a 13/06

Publicado na(s) categoria(s) Análises Semanais, Fluxo dos Investidores, Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

Gráfico Semanal

O Ibovespa encerrou a semana com desvalorização de 3,7%, um pouco acima dos 67.000 pontos. No mês a queda já é de 7,42%. O candle desta semana sinaliza a maior probabilidade de ocorrer o teste do suporte em 66.528 pontos, proporcionado pelo antigo topo histórico.

Além deste suporte há também outro em 66.005 pontos, proporcionado pelo topo da semana de 25 a 29/02. Neste patamar ou um pouco mais abaixo aumenta-se as chances dos touros (compradores) entrarem em ação, principalmente após uma grande correção da maioria das ações em tendência de alta.

Gráfico Diário

Enquanto o IBOV fechou a sexta-feira (13) em leve baixa de 0,17%, as bolsas de valores na “matriz” fecharam em alta. A seguir o desempenho dos principais índices dos EUA:

  • Dow Jones +1,37%
  • S&P 500 +1,5%
  • Nasdaq +2,09%

O candle desta sexta possui a formação de um doji, o que representa uma certa indecisão do mercado próximo ao importante suporte em 66.528 pontos. Além deste há também a média móvel de 65 períodos e a máxima do topo do dia 28/02 em 66.005 pontos.

Um fechamento acima de 68.061 (máxima do dia 11) representará um sinal de alta no IBOV e a probabilidade de ocorrer um movimento de alta, corrigindo a queda dos últimos dias.

Investidores Estrangeiros

O estrangeiros continuam saindo da Bovespa. No dia 11 as vendas superaram as compras em R$ 1 bilhão, aumentando o saldo negativo do mês de junho para R$ 4,5 bilhões. Até quando vai esta pressão vendedora? As ações já estão entrando em “liquidação” (risosss). A VALE5 já está com uma desvalorização de 21% em 18 dias de pregão e olha que ainda pode até chegar em torno de $44,80. É ficar atento ao big money, pois o rastro de uma reação de uma forma ou de outra fica no gráfico.

A seguir a participação dos investidores na Bovespa, referente ao mês de junho até o dia 11.


Tenha um excelente final de semana. Até breve!

13.06.2008 | 2:29

Participação dos Investidores – 10/06

Publicado na(s) categoria(s) Fluxo dos Investidores, por Dalton Vieira

A seguir a participação dos investidores na Bovespa, referente ao mês de junho até o dia 10.


Saldo dos Investidores Estrangeiros – Ladeira abaixo

O SIE está em queda considerável até o dia 10 do mês deste mês. O valor está negativo em R$ 3,51 bilhões. A seguir o gráfico diário deste mês com a evolução do SIE e o Ibovespa.


O que a maioria está se perguntando é: se o grau de investimento (IG) é bom para a bolsa brasileira, por que os estrangeiros estão caindo fora?

Ao meu ver eles aproveitaram o momento antes do anúncio do IG e precificaram os anúncios até um pouco antes de ocorrer o segundo (29/05). Outra questão importante, a situação nos EUA não melhorou, pelo contrário agora há a possibilidade do aumento da taxa de juros. A taxa de desemprego anunciada na sexta-feira (06/06) foi de 5,5%, a maior desde outubro de 2004. O barril do petróleo está com o preço “nas alturas” e analistas dizem que ainda vai subir mais. Este cenário realmente não é bom para a economia.

Dizer que estamos imunes à crise americana acho que é ser muito otimista. Estamos mais preparados, mas com certeza a economia brasileira será afetada cedo ou tarde. O mercado como um todo precisa de uma correção maior. Por exemplo as siderurgias em 05 meses tiveram um desempenho formidável, só a ação GGBR4 subiu mais de 100% do final de janeiro até o final de maio de 2008. Será que continuará assim pelo resto do ano? Poquíssimo provável. Para mim, visando o médio prazo, esta ação ficará interessante novamente por volta dos 65,00.

Enfim, este cenário de baixa deixa o mercado muito interessante para operações de curto prazo. É planejar e monitorar as correções para aproveitar estas oportunidades.

Até breve!

11.06.2008 | 22:46

Participação dos Investidores – 09/06

Publicado na(s) categoria(s) Fluxo dos Investidores, por Dalton Vieira

A seguir a participação dos investidores na Bovespa, referente ao mês de junho até o dia 09.


Os investidores estrangeiros iniciaram a semana vendendo mais do que comprando, o que já vem ocorrendo desde o dia 20/05. A queda no saldo dos investidores estrangeiros desde esta data é de R$ 5,88 bilhões.

A seguir o gráfico diário de 2008 contendo a evolução do Ibovespa e o saldo dos investidores estrangeiros (SIE).


Até breve!

11.06.2008 | 22:10

Na marca do penalti

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

IBOV

No quarto dia (11) consecutivo de queda o Ibovespa encerrou o pregão com desvalorização de 1,45%. O fechamento do foi abaixo dos 67.000 pontos, a um passo dos 03 importantes suportes:

  • 66.528 – antigo topo histórico;
  • 66.209 – média móvel de 65 dias; e
  • 66.005 – máxima do topo do dia 28/02.

Em 10 dias de pregão o índice caiu mais de 7.000 pontos, representando praticamente uma desvalorização de 10%. No mês já temos uma queda de 8%.

Qual será o ponto em que os estrangeiros voltarão a entrar em ação, ou seja, comprar mais do que vender? Apesar de haver ainda espaço para queda, por exemplo até o suporte em 63.825 pontos, o mercado encontra-se sobrevendido. O indicador Clímax mostra que o índice está sobrevendido e que já houve um sinal de fundo (reação) nesta região, conforme mostra a figura abaixo.


A seguir o indicador Clímax das 15 ações mais negociadas no Ibovespa em 2007 que também sinaliza uma reversão na região sobrevendida.


O cenário está bem interessante para compras de curto prazo e para colocar mais ações na carteira de longo prazo.

VALE5

As ações preferenciais da Vale tiveram mais um dia (11) de queda (2,1%), fechando a $47,60. A mínima do dia foi de $47,57, apenas 02 centavos acima do gap de alta do dia 26/03 que ainda não foi fechado. Provavelmente o mesmo será fechado no próximo pregão (12).

Será que os touros (compradores) entrarão em ação neste suporte ou um pouco abaixo dele? A queda de 20% em menos de um mês é convidativa para os interessados em comprar esta ação.

Vamos acompanhar de perto o comportamento do próximo pregão dos namorados (12)…risosss.

Até breve!

11.06.2008 | 1:47

IBOV e VALE5 – Quase lá…

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

Ibovespa

O IBOV nesta terça-feira (10) fechou abaixo do suporte (68.673) destacado na análise anterior. O próximo suporte importante agora está em 66.528, antiga resistência histórica. Após este há também os seguintes suportes:

  • LTA (linha de tendência de alta) de curto prazo, desde o fundo do dia 23/01;
  • média móvel de 65 dias; e
  • 66.005 – máxima do dia 28/02 (topo).

Enfim, na faixa dos 66.000 aos 67.000 pontos poderemos ter uma boa pressão compradora.

VALE5

A VALE5 fechou o dia (10) em queda expressiva de 4,1%. O fechamento em $48,62, abaixo de 03 suportes ($50,05, $49,01 e $48,73). A maior probabilidade neste momento é a de ocorrer o fechamento do gap de alta do dia 26/03, ou seja, testar o suporte em $47,55. Ao chegar neste valor teremos praticamente 20% de queda nesta ação em torno de 17 dias.

Além deste suporte há também a LTA que foi traçada a partir do fundo do dia 16/08/2007. É realmente um ponto interessante para compra. Um sinal de alta neste patamar será o primeiro indício de uma possível recuperação deste ativo para retornar a testar a casa dos $50,00.

Até breve!

 Página 1.120 de 1.181  « Primeira  ... « 1.119  1.120  1.121  1.122 » ...  Última »