Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

22.08.2007 | 20:06

IBOV – Touros em ação

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, por Dalton Vieira

Na análise “Que semana!“, dia 18/08, destaquei:

A formação do candle desta sexta-feira significa indecisão, corpo pequeno e pavio grande nas duas extremidades. Portanto, um fechamento acima da máxima (49.588) deste candle aumenta a probabilidade de ocorrer um movimento de alta. Por outro lado, se houver um fechamento abaixo da mínina (46.876) e principalmente do suporte em 46.752, já mencionado em análises anteriores, aumenta a probabilidade de testar o suporte em 44.937 (mínima do dia 16/08).

Após o fechamento de ontem (21/08) acima da resistência em 49.588 pontos, os touros (compradores) comandaram o pregão de hoje e fizeram o Ibovespa fechar em forte alta de +3,87%. O fechamento de hoje é superior as outras 03 resistências destacadas na análise “Cenário de incerteza continua…“. Como podemos observar no gráfico diário (figura ao lado) o candle de hoje fechou praticamente na máxima do dia, o que aumenta a probabilidade do IBOV testar a região de resistência em torno dos 52.846 pontos (fundo de fechamento anterior, LTB e média móvel de 65 períodos).

O movimento de alta atual representa uma retração superior a 61,8% do Fibonacci, referente ao último movimento de baixa. Se o Ibovespa conseguir romper a região de resistência supracitada e fechar acima da máxima (53.669) da semana passada, teremos então um bom sinal de alta no semanal, sinalizando a possível quebra da tendência de baixa no gráfico diário.

Continuo cauteloso e aguardando o sinal de alta no gráfico semanal. O volume financeiro de hoje foi superior aos dias de alta que o antecederam, mas abaixo dos volumes da queda.

Bovespa sobe por 4o dia e tem 2a maior alta do ano

SÃO PAULO (Reuters) – Sem notícias negativas relativas ao crédito imobiliário de risco nos Estados Unidos, a Bolsa de Valores de São Paulo manteve o tom de recuperação dos últimos dias e voltou a fechar em alta, desta vez a mais acentuada desde março e a segunda maior de 2007.

“Muitas pessoas estão especulando que o Fed cortará o juro, mas é uma discussão bastante controversa”, disse Linda Duessel, estrategista de mercado da Federated Investors, em Pittsburgh.
“Estamos tendo uma recuperação. Há vários dias não ouvimos notícias ruins do setor financeiro, embora não devamos acreditar que (o problema) já acabou”, completou.

“Está melhor em cima do quadro externo, mas ainda não dá para ficar tranquilo. O estrago foi feito”, comentou o operador de uma corretora nacional que prefere não ser identificado.

Obrigado pela leitura. Até breve!

21.08.2007 | 20:32

Investidores estrangeiros – saldo negativo persiste

Publicado na(s) categoria(s) Fluxo dos Investidores, por Dalton Vieira

Até o final da semana passada, dia 17/08, o saldo dos investidores estrangeiros (SIE) neste mês de agosto continua negativo em aproximadamente -1,6 bilhões de reais. O saldo negativo praticamente não sofreu alteração após a primeira prévia do mês, publicada aqui no blog através do artigo “Estrangeiros contra todos“.

Na minha opinião este saldo negativo só reforça a estratégia de aguardar pacientemente um melhor cenário para novas compras de ações, visto que a correlação do SIE e o Ibovespa é alta. Neste mês, até hoje (21/08), o Ibovespa acumula uma perda de -8,06%.

A seguir a tabela com a participação dos investidores no volume total da Bovespa no período de 01 a 17/08.

fonte: Bovespa

21.08.2007 | 19:24

IBOV – Baixo volume financeiro

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, por Dalton Vieira

Hoje, dia 21/08, o Ibovespa fechou em alta de +1,24% e acima da primeira das 04 resistências destacadas na análise “Cenário de incerteza continua…“. O volume financeiro foi baixo, em torno de 2,8 bilhões de reais, acredito que provocado pela cautela dos investidores aguardando o próximo capítulo da atual crise. A seguir gráfico diário do Ibovespa.


Veja abaixo algumas das notícias que colaboraram para a alta do Ibovespa:


Fed está pronto para agir, mas não está alarmado por crédito
NOVA YORK (Reuters) – O Federal Reserve está pronto para adotar mais medidas para melhorar as condições de financiamento, incluindo uma redução da taxa básica de juros dos Estados Unidos, mas não está alarmado pela volatilidade do mercado, segundo um artigo do Market News International desta terça-feira, que citou fontes de dentro do Fed.

Senador dos EUA pede que Tesouro e Fed continuem agindo
WASHINGTON (Reuters) – O presidente do comitê bancário do Senado dos Estados Unidos, Christopher Dodd, afirmou nesta terça-feira ter pedido ao secretário do Tesouro, Henry Paulson, e ao chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, para ambos usarem todas as ferramentas à disposição para manter a liquidez dos mercados.

Agora é ver se os “bombeiros” vão conseguir apagar o “foco do incêndio” (a causa), que é a ameaça de quebra de instituições financeiras, fundos ou empresas imobiliárias devido à inadimplência no mercado americano de hipotecas.

Até breve!

21.08.2007 | 11:13

PETR4 – Ajuste dos suportes e resistências

Publicado na(s) categoria(s) Petrobras, por Dalton Vieira

Ontem, dia 20/08, ocorreu um ajuste dos preços das ações da Petrobrás após evento corporativo (dividendos). A seguir o gráfico diário da PETR4 com os suportes e as resistências ajustadas.

A máxima e a mínima do candle da sexta-feira (17/08) são importantes para sinalizar a continuidade do movimento de baixa ou um movimento de alta dentro da tendência de baixa do gráfico diário. Um candle de alta com um bom volume de negociações e fechamento acima de $47,98 representaria um possível teste da resistência proporcionada pela média móvel de 65 períodos, em torno de $50,00. Por outro lado, um fechamento abaixo de $45,03 aumenta a probabilidade de ocorrer o teste e/ou rompimento da zona de suporte entre $43,68 e $43,15.

Na minha opinião, compras na PETR4 somente após bom sinal de alta no gráfico semanal. Apesar da tendência de alta neste tempo gráfico, o último candle representa o controle da situação por parte dos ursos (vendedores). Portanto, não custa nada ser mais cauteloso neste momento.

Até breve!

20.08.2007 | 20:07

IBOV – Cenário de incerteza continua…

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, por Dalton Vieira

Bovespa fecha em alta, mas cenário ainda é de incerteza
SÃO PAULO (Reuters) – Os investidores esboçaram uma reação e a Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta de mais de 1 por cento nesta segunda-feira, com um cenário externo um pouco mais tranquilo, diante da escassez de dados econômicos e notícias de peso sobre o setor de crédito.

“Isso não vai terminar logo. É uma crise de liquidez”, afirmou Miguel Daoud, diretor da Global Financial Advisor.

Apesar da alta de +1,33%, no gráfico diário (figura ao lado) o Ibovespa continua dentro do candle de indecisão da sexta-feira (17/08). Neste momento há 04 resistências relativamente próximas. São elas:

  • 49.588 pontos – máxima do dia 17/08;
  • 50.214 pontos – antigo suporte do fundo do dia 24/05;
  • 50.884 pontos – antigo suporte do fundo do dia 08/06;
  • 51.317 pontos – antigo suporte do fundo do dia 06/08.

Entre o fechamento de hoje (20/08) e a última resistência supracitada são 2.111 pontos. Em termos percentuais representa 4,29% sobre o fechamento atual (49.206). Na minha opinião é um espaço muito pequeno para se pensar em compras de curto prazo, com exceção de daytrades. O melhor seria aguardar como se comportará o índice nestas 04 resistências. Se fechar acima de 51.317 com um bom candle de alta e um forte volume de negociações, aumenta a probabilidade de uma correção mais acentuada do último movimento de baixa.

Neste momento o que poderia sinalizar a continuidade do movimento de alta? Um fechamento abaixo da mínima do dia 17/08 (46.876) e principalmente abaixo de 46.752 aumentaria a probabilidade da continuidade do movimento de baixa.


Com a crise nos mercados internacionais, todo cuidado é pouco com os investimentos no Brasil. Clique aqui e ouça a opinião de Mauro Halfeld, comentarista da rádio CBN.

O mercado imobiliário dos Estados Unidos pode enfrentar novas turbulências. Clique aqui e ouça a opinião da Miriam Leitão, comentarista da rádio CBN.

Até breve!

19.08.2007 | 12:20

Principais ações – Cenário desfavorável para compra

Publicado na(s) categoria(s) Gerdau, Petrobras, Usiminas, Vale, por Dalton Vieira

Analisando o gráficos de alguns dos principais ativos da Bovespa após o fechamento desta semana, não vejo ainda um cenário favorável para comprar estes ativos. Vejam os pontos que destaco como negativos, no gráfico Diário, para operações de compra:

1. Rompimento da linha de tendência de alta;
2. Quebra da tendência de alta, ou seja, rompimento do suporte proporcionado pelo fundo que antecedia o último movimento de alta;
3. Topo e fundos descendentes;
4. Volume de negociações na queda foi muito forte. Consequentemente o OBV (on balance volume) está distribuindo (baixa);
5. Preços abaixo da média móvel de 65 períodos, que funciona como rastreador de tendência.

Veja abaixo o gráfico Diário dos ativos analisados:

PETR4

VALE5

GGBR4

USIM5


No gráfico semanal o fechamento também sinaliza o controle do ursos (vendedores). Os preços passaram para baixo da médio móvel de 13 períodos, após ficarem um bom tempo acima.

Somado aos sinais gráficos desfavoráveis para operações de compra, temos a incerteza do mercado se a crise de crédito atual afetará o crescimento econômico. Veja abaixo o comunicado do FED – Banco central americano e tire suas conclusões:

As condições do mercado financeiro se deterioraram, e condições de crédito mais apertadas, bem como o crescimento da incerteza, têm o potencial de restringir o crescimento econômico, no futuro. Nessas circunstâncias, embora alguns dados recentes sugiram que a economia tenha continuado a se expandir em ritmo moderado, o Comitê Federal de Open Market considera que os riscos de redução no crescimento se elevaram consideravelmente.

O comitê está monitorando a situação e está preparado para agir da maneira necessária a mitigar os efeitos adversos que as perturbações nos mercados financeiros podem gerar para a economia. Votaram em favor do comunicado: Ben S. Bernanke, presidente; Timothy F. Geithner, vice-presidente; Richard W. Fisher; Thomas M. Hoenig.

Nada melhor do que aguardar pacientemente um cenário melhor para retornar aos investimentos em ações e aumentar a exposição ao risco.

Obs.: Para quem gosta de realizar operações intraday, a alta volatilidade e a zona de suporte em que está a maioria dos gráficos favorecem estas operações curtíssimas de compra.

Tenha um bom domingo. Até breve

 Página 1.163 de 1.177  « Primeira  ... « 1.162  1.163  1.164  1.165 » ...  Última »