Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

14.07.2009 | 18:08

Banco do Brasil ON (BBAS3) – Indefinição no semanal

Publicado na(s) categoria(s) Análises, Banco do Brasil, Espaço Aluno, por Aluno

A seguir a análise técnica da BBAS3 realizada pelo Fernando Maiola no Espaço Aluno.

As ações do Banco do Brasil fecharam o pregão da última segunda-feira a R$ 20,60, mantendo o valor de fechamento do pregão anterior. Após um movimento de valorização de cerca de 75% em 13 semanas, agora o ativo vem desenvolvendo uma congestão de curto/médio prazo (últimas 7 semanas) entre os limites de R$ 20,00 e R$ 22,59.

BBAS3 - Gráfico semanalNo gráfico semanal, é importante ressaltar que este valor de limite mínimo está coincidindo com a EMA 13, que reforça esta região como um suporte importante neste tempo gráfico. Em destaque no gráfico está o cruzamento das médias móveis de curto e de longo prazo – EMA13 e SMA65 – que ocorreu justamente na semana em que foi atingido o topo mais recente da ação.

Pela análise técnica, esse fato é considerado um forte sinal de alta de médio/longo prazo, o que pode significar que a atual congestão é uma base que está servindo de preparação para mais um rali de alta significativo. Porém, há que se ter cautela ao utilizar esta informação, principalmente levando em conta a expressiva alta dos últimos meses e também o momento do mercado como um todo.

Nesta base de tempo, a ação está testando na banda superior de Bollinger, testando a média simples como suporte; além disso, o Histograma MACD está com barras descendentes, mas já se aproximando da linha central. As principais resistências para as próximas semanas estão na região que vai de R$ 21,91 a R$ 22,59; enquanto os suportes estão na faixa entre R$ 20,10 e R$ 20,00, além dos R$ 18,95 e, para o médio/longo prazo, os R$ 16,63.

BBAS3 - Gráfico diárioNo gráfico diário pode-se observar melhor o contorno deste movimento de congestão das últimas semanas, sendo que a EMA13 tem acompanhado de perto o preço da ação e tem funcionado como “guia” para ela – ora é suporte, ora é resistência.

No pregão de ontem houve uma grande oscilação, apresentando um candle de indecisão com corpo pequeno após se aproximar da SMA65 (suporte) e da EMA13 (resistência). Vale ressaltar que no fechamento a ação respeitou o suporte de curtíssimo prazo a R$ 20,57, proporcionado pela mínima de um dos pregões anteriores; assim, um fechamento em boa alta e com bom volume nos próximos pregões pode representar a formação de um fundo nesta região. Caso isso não ocorra, a região dos R$ 20,00 pode vir a ser testada e gerar uma ótima oportunidade de compra, já que a SMA65 está nesta faixa de preços – juntamente com os outros suportes de médio prazo citados acima na análise do gráfico semanal.

Quanto aos indicadores técnicos, o IFR está se aproximando de uma região sobrevendida (está em 40) e o Histograma MACD tem barras descendentes, porém há vários pregões vem apresentando pouca variação (apoiando a indefinição atual). As principais resistências neste tempo gráfico são a faixa que vai da EMA13 (R$ 21,13) aos R$ 21,30, além dos R$ 22,00 aos R$ 22,59.

Um comentário

Assine os feeds dos comentários deste post

  1. daltonvieira disse:

    Olá Fernando,

    Obrigado pela participação. Hoje a BBAS3 fechou um sinal de alta com um volume na média dos últimos 21 dias, após bater no suporte da SMA65.

    Vamos ver se confirma ainda nesta semana o sinal, fechando acima dos 21,90.

    Grande abraço.
    Dalton Vieira

Deixe seu comentário

  • Para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual comentou.
  • Para pedidos de parceria utilize o formulário de contato.
  • Comentários que deixam a impressão de divulgação de outro site através do fornecimento de links serão excluídos.