Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

07.08.2009 | 8:56

BMF Bovespa ON (BVMF3) – Flâmula de alta

Publicado na(s) categoria(s) Análises, BM&FBovespa, Espaço Aluno, por Aluno

A seguir a análise da BVMF3 realizada pelo Fernando Maiola e enviada ao Espaço Aluno.

As ações da BMF Bovespa fecharam o pregão desta quinta-feira em baixa de 1,84%, a R$ 11,75, mantendo-se acima do suporte recente em R$ 11,71 e após testar por diversas vezes a faixa de resistência entre R$ 12,09 e R$ 12,30. Esses são os limites da congestão de curto prazo na qual o papel se encontra, sendo que esta congestão está dentro de outra congestão de médio prazo e com limites entre R$ 10,75 e R$ 12,60. No gráfico semanal, contudo, a ação ainda se encontra em tendência de alta, sendo que o OBV apoia o rompimento da resistência mais forte em R$ 12,60.

BVMF3 - FlâmulaCom um olhar mais amplo sobre o gráfico diário, percebe-se a formação de uma figura chamada “Flâmula de alta”, demarcada no gráfico. Ela é caracterizada pelo afunilamento ascendente de uma congestão após um movimento consistente de alta, e sua confirmação indica continuidade da tendência (após o rompimento da resistência). Outra característica importante é a diminuição do volume ao longo do desenvolvimento da figura, fato que pode ser notado na BVMF3 e confere mais legitimidade à figura.

3 Comentários

Assine os feeds dos comentários deste post

  1. Érica Porfírio disse:

    Vamos torcer pra BVMF3 sair logo desta congestão e fechar o mês acima dos 12,63 (seria ótimo também um fechamento acima dos 13,09). Ai quem sabe agente não vê ela testando os 18,00!

    Ótima análise Fernando Maiola!
    abraços.

  2. Dalton Vieira disse:

    Olá Fernando,

    Excelente análise. Apenas, no meu ponto de vista, temos mais a formação de um triângulo simétrico do que de uma flâmula de alta.

    Independente da figura em formação, pois isto não o mais importante, você destacou muito bem que a ação está em uma congestão maior e a característica principal: volume decrescente. Parabéns!

    Grande abraço.

  3. Fernando Maiola disse:

    Olá!

    Fiquei realmente na dúvida se a formação seria um triângulo ou uma flâmula, mas acredito que ambas as figuras são semelhantes e, conforme o Dalton ressaltou, o importante são as características e o contexto analisado.

    A análise técnica não é uma ciência exata, muito menos uma “bola de cristal”. Por isso cabe a nós avaliarmos a confiabilidade dos sinais dados, na conjuntura do preço da ação e dos seus indicadores. Nisso estamos muito bem servidos, já que o Dalton vai contra a forte corrente de “gurus de mercado” que são extremamente simplistas e que muitas vezes gostam de falar difícil pra darem a impressão de que sabem muito.

    Grande Abraço!

Deixe seu comentário

  • Para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual comentou.
  • Para pedidos de parceria utilize o formulário de contato.
  • Comentários que deixam a impressão de divulgação de outro site através do fornecimento de links serão excluídos.