Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Aprendizado

25.07.2007 | 22:45

Introdução ao Mercado de Ações

Publicado na(s) categoria(s) Aprendizado, por Dalton Vieira

O que são Ações?

Ações são títulos que representam uma fração do capital de uma empresa. Ao investir em ações você se torna um acionista, ou seja, um co-proprietário da empresa. Você ganha dinheiro investindo em ações quando há a valorização da ação em um determinado período e também através do recebimento de dividendos. Os dividendos são uma parte do lucro líquido da empresa que é distribuído aos seus acionistas.

Por que ao investir em ações você está colaborando diretamente com a economia do país?

Porque é desta forma que as empresas conseguem captar recursos mais baratos para crescer, gerar empregos, pagar mais impostos e consequentemente colaborar para o crescimento econômico do país. Quanto mais desenvolvido for o mercado de capitais no Brasil, mais desenvolvida será a sua economia.

Lei dos Rendimentos
“A sua remuneração se dará na proporção direta do valor que você agregar, de acordo com o mercado.”


Tipos de ação

# Ordinárias (ON) – que concedem direito de voto nas assembleias deliberativas da empresa.

# Preferenciais (PN) – que não concedem direito de voto nas assembleias, mas oferecem preferência no recebimento de dividendos (distribuição de resultados) da empresa.

Formas de negociação

As ações são negociadas em unidades ou lotes. Os lotes de ações podem ser:

# Lote Padrão – é uma quantidade mínima de ações a serem negociadas. Geralmente é um número inteiro múltiplo de 100, 1.000 e assim por diante.

# Fracionário – é uma quantidade inferior ao lote padrão. Exemplo: o lote padrão da Vale R Doce PNA (código: VALE5) é de 100 ações ou múltiplos deste valor. Caso você queira comprar 95 ações da VALE5, número este inferior ao lote padrão, será necessário recorrer ao mercado fracionário, diferenciado pela letra F ao final do código da ação (VALE5F). Caso você compre 160 ações da VALE5, a sua compra será realizada da seguinte forma: 01 lote padrão (VALE5) + 60 ações no fracionário (VALE5F).

Qual a desvantagem de negociar no fracionário?

A desvantagem é que a liquidez é menor, ou seja, a diferença entre o preço de compra e venda (spread) é maior do que a de um lote padrão. Exemplo: No dia 25/07 a VALE5 (lote padrão) estava com ordem de compra a $78,55 e ordem de venda a $78,60, logo com spread de 05 centavos (excelente liquidez). Já a VALE5F (fracionário) estava com ordem de compra a $78,50 e ordem de venda a $79,48, logo com spread de quase 01 real (liquidez bem inferior ao lote padrão). Parece pouco esta diferença? Então observe o exemplo abaixo:

Exemplo:

Você compra 01 lote padrão da VALE5 ao preço de $78,60. O valor financeiro desta transação será de $7.860,00. A título de exemplo vamos calcular esta mesma quantidade de ações (100) no fracionário. Você compraria VALE5F a $79,48 e desembolsaria $7.948,00. O seu custo inicial aumentaria em 1,12%. Observe que esta diferença já representa um valor superior a rentabilidade mensal de um fundo de renda fixa.

Desta forma, dê preferência a negociar um número de ações múltiplo do lote padrão. No caso da VALE5 seria 100, 200, 300, etc.

Liquidez

É o grau de agilidade na conversão de um investimento em dinheiro, sem perda significativa de valor. Um investimento tem maior liquidez, quanto mais fácil for a conversão em dinheiro e quanto menor for a perda de valor envolvida nesta transação.

1. Quanto mais fácil for a conversão em dinheiro – significa que quanto maior for o número de compradores, vendedores e de ações que eles desejam negociar, mais fácil será a conversão destas ações em dinheiro.

2. Quanto menor for a perda de valor envolvida nesta transação – significa que quanto menor for a diferença entre as melhores ofertas de compra e venda (spread), menor será a perda de valor envolvida na negociação.

Explorando mais o item 2, diria que o mais importante é avaliar o que o spread representa em termos percentuais do valor da ação. Como podemos realizar este cálculo? Veja a fórmula abaixo:


Exemplo:

Vamos simular uma compra com o valor das ofertas de compra e venda da VALE5F (fracionário), mencionado no exemplo anterior. VV = $79,48 e VC = $78,50. Usando a fórmula acima temos uma DP de 1,23%. O que este valor significa? Significa que ao comprar VALE5F a $79,48, a transação já está com um deságio de 1,23%, pois para vender a VALE5F a melhor oferta de compra é de $78,50. No entato, se a operação de compra fosse de um lote padrão da VALE5, a DP seria igual a 0,06%.

Portanto, quanto menor a DP, maior é a liquidez de uma determinada ação. Este é um ponto importante a se observar, principalmente em investimentos de curto prazo. Há casos em que a DP chega quase a 10% em ações de baixa liquidez. Nestes casos você já entra na ação “perdendo” 10% do seu capital, imagine se ainda houver uma desvalorização no preço da ação.

Através do gráfico também é possível identificar a liquidez das ações, mas nada melhor do que no momento da negociação.

Corretoras de Valores

São instituições financeiras que intermedeiam suas operações na bolsa de valores.

Veja também: Corretoras membros da Bovespa que possuem Home Broker.

As corretoras são credenciadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), Banco Central e a própria Bovespa.

Formas de envio das ordens

As suas ordens de compra e venda de ações podem ser enviadas para a sua corretora pelo:

# Telefone – um profissional especializado (operador) executará sua ordem através do sistema de negociação da Bolsa;

# Home Broker – sua ordem será enviada diretamente ao sistema de negociação da Bolsa, sem o intermédio de um profissional especializado.

Home Broker

É um sistema fornecido por uma corretora que o habilita a efetuar, através da internet, compra e venda de ações. Veja abaixo o que é necessário para obter acesso a um Home Broker.

# Conta em uma corretora;

# Computador;

# Acesso à internet.

Custos Operacionais

A seguir os custos operacionais ao investir no mercado acionário através de uma corretora:

# Corretagem – É o valor cobrado por uma corretora para executar as ordens de compra ou venda de ações enviadas por você. Este valor pode ser fixo ou calculado por faixas sobre o movimento financeiro total do dia.

## Valor Fixo – Independente do valor do seu investimento é cobrado um valor fixo (exemplo: R$ 20,00) por operação, ou seja, R$ 20,00 no momento da compra e mais R$ 20,00 no momento da venda.

## Valor Calculado – É baseado no movimento financeiro total (valor operado) no dia. Há várias faixas de valores onde é aplicado um percentual e um valor fixo.

Estudo de Caso:

Um corretora X cobra R$ 20,00 fixo sobre cada operação. Em uma determinada faixa de negociação (ex.: de R$ 0,00 a R$ 10.000,00) a corretora Y cobra 0,30% sobre o valor negociado, mais R$ 10,00 fixo . Suponhamos que você investiu R$ 5.000,00 comprando ações de uma determinada empresa.

Na corretora X o custo com a corretagem será de R$ 20,00 representando 0,4% do valor investido. Na corretora Y o custo da corretagem será 0,30% do valor investido (R$ 15,00) mais o valor fixo de R$ 10,00, ou seja, um total de R$ 25,00, representando 0,5% do valor investido. Neste caso é mais interessante optar pela corretora que cobra um valor fixo por operação.


#
Emolumentos – É a taxa operacional cobrada pela Bovespa. Há dois tipos de cobrança:

## Operações normais – A taxa cobrada é de 0,035% do valor da operação.

O que é uma operação normal? É, por exemplo, uma operação de compra efetuada hoje que somente será encerrada (venda) no mínimo 01 dia após a compra.

## Operações daytrade – A taxa cobrada é de 0,025% do valor da operação.

O que é uma operação daytrade? É, por exemplo, uma operação de compra realizada hoje que é encerrada (venda) no mesmo dia da compra.

Custódia

É a taxa cobrada mensalmente por algumas corretoras com o objetivo da manutenção da sua carteira de ações e o recebimento de dividendos.

Sucesso
“O sucesso é o resultado da prática constante de fundamentos e ações vencedoras. Não há nada de milagroso no processo, nem sorte envolvida. Amadores aspiram, profissionais trabalham.”

21.07.2007 | 1:13

Preço de Fechamento

Publicado na(s) categoria(s) Aprendizado, por Dalton Vieira

Por que costumo mencionar o preço de fechamento em minhas análises? As frases abaixo respondem esta pergunta.

“O preço de fechamento das barras diárias ou semanais tendem a refletir as negociações dos investidores profissionais.”

“A principal vantagem do gráfico candelabro* é o foco na luta entre amadores, que controlam a abertura, profissionais, que controlam o fechamento.”

Frases extraídas do excelente livro “Como se transformar em um operador e investidor de sucesso” – ALEXANDER ELDER

Os meus estudos e observações sobre o comportamento dos preços confirmam a afirmação do Elder.

*gráfico candelabro = gráfico de candlesticks

01.07.2007 | 13:16

Por que acompanho o investimento estrangeiro na Bovespa?

Publicado na(s) categoria(s) Aprendizado, Fluxo dos Investidores, por Dalton Vieira

Entenda o motivo pelo qual acompanho e publico diariamente aqui no site a participação dos investidores na Bovespa, focando no capital estrangeiro.

Os estudos que realizei no mês de julho de 2007 foram baseados primeiramente em dados de janeiro de 2005 até junho de 2007. Meu objetivo era determinar a correspondência entre o saldo (compras – vendas) de cada categoria de investidores (pessoa física, institucional, invest. estrangeiro, emp. priv/publ., instituições financeiras e outros) e o Ibovespa. Dentro deste período verifiquei que a correlação entre o saldo (compras – vendas) dos investidores estrangeiros (SIE) na bolsa e o Ibov é forte. O que isto quer dizer? Quer dizer que se o SIE subir ou cair, o Ibov tende a ir na mesma direção.

A partir deste ponto decidi fazer o estudo desde 1995 até 2007 e constatei que a correlação entre o SIE e o Ibov continuou forte. Enfim, independente da porcentagem de participação dos invest. estrangeiros sobre o volume total da Bovespa, “eles” normalmente estão no lado certo, ou seja, alinhados com o Ibov. Por outro lado, a correlação do saldo das pessoas físicas e o Ibov é bem negativa, logo na maioria das vezes estão em sentidos opostos.

Nos últimos dois meses (maio e junho/07) houve uma divergência entre o SIE e o Ibov, ou seja, enquanto o SIE caiu, inclusive ficando negativo no mês de junho, o Ibov subiu (veja a figura do gráfico 2007). O que isto quer dizer? Levando em consideração que esta divergência é pouco frequente, o que tende a acontecer é o SIE subir e o Ibov fazer nova máxima histórica ou o Ibov cair acompanhando o movimento do SIE. Vamos observar o comportamento neste mês (julho/07).

A seguir os gráficos comparativos de 2005, 2006 e 2007.
compar-2005
compar-2006
compar-2007
Obs.: A escala do eixo esquerdo dos gráficos é em R$ Mil.

A minha interpretação para os estudos realizados é dar preferência para operações (trades) no sentido do movimento do SIE, apoiada pela análise gráfica do Ibov e das ações. Desta forma, acompanharei de perto a participação dos investidores no volume total da Bovespa. Esta informação está disponível no site da Bovespa com dois dias de defasagem (não sei qual o motivo desta defasagem!).

24.06.2007 | 16:37

Os sete pecados capitais nos investimentos

Publicado na(s) categoria(s) Aprendizado, por Dalton Vieira

Investimentos: Os Segredos de George Soros & Warren Buffett

MARK TIER

“O que você pode realmente aprender com os investidores mais bem-sucedidos do mundo.”

Inverdades prejudiciais sobre como alcançar o sucesso nos investimentos

Será que você comente algum destes pecados na hora investir ou concorda todos são “pecados capitais” na hora de investir? E por quê?

1. Acreditar que você precisa prever o próximo passo do mercado para obter um excelente retorno;

2. Acreditar em “guru”: se eu não capaz de prever o mercado, há alguém em algum lugar capaz disso. Tudo o que preciso fazer é encontrar essa pessoa;

3. Acreditar que é preciso por meio de “Informações privilegiadas” que se consegue ganhar muito dinheiro;

4. Diversificar;

5. Acreditar que é necessário assumir riscos muito altos para obter gandres lucros;

6. Acreditar no “sistema”: alguém, em algum lugar, desenvolveu um sistema – uma fórmula secreta que combina análises técnicas e fundamentais, negociações computadorizadas, triângulos de Gann e, quem sabe, astrologia – que garante a obtenção de lucros nos investimentos;

7. Acreditar que você sabe o que trará o futuro – e ter certeza de que o mercado “inevitavelmente” irá provar que você está certo.

Você concorda que os itens acima são pecados capitais nos investimentos? Eu particularmente compartilho dessa opinião. Por exemplo: eu já acreditei em um determinado “guru” do mercado e em suas fórmulas mágicas de se fazer dinheiro. Depois de um certo período percebi que suas fórmulas mágicas não resultavam em ganhos consistentes no mercado financeiro, pelo contrário era um verdadeiro “perde e ganha”, para a maioria o saldo final era negativo. O mais interessante é que as fórmulas mágicas mudavam constantemente. Por que mudavam tanto assim se eram fórmulas “vencedoras”? Foram perguntas iguais a esta que me fizeram a tomar certas atitudes como a de abandonar o “guru” e suas metodologias.

A partir deste aprendizado, percebi que a “fórmula mágica” está dentro de cada um de nós, por meio da dedicação e perseverança. Penso da seguinte forma: se alguém é capaz de ser bem-sucedido no mercado financeiro, eu também sou. O que busco extrair destas pessoas bem-sucedidas em suas áreas de atuação, como George Soros e Warren Buffett, é a forma como elas pensam, ou seja, qual é o modelo de dinheiro deles?

Enfim, acredito que o segredo para não cometer os pecados capitais supracitados é estudar bastante o assunto, realizar estudos estatísticos, obter informações que o ajudem na hora de decidir e trabalhar com as probabilidades.

23.05.2007 | 0:46

Como você identifica oportunidades no decorrer da semana?

Publicado na(s) categoria(s) Aprendizado, por Dalton Vieira

Foco no Volume de Negociações!

No artigo anterior “Você possui um roteiro para analisar as ações?” descrevi como faço para analisar e selecionar as ações que acompanharei durante a semana. Esta selecão, realizada durante o final de semana, são possíveis oportunidades de compra. No final do artigo fiz a seguinte pergunta “…durante a semana alguma ação pode entrar na lista de acompanhamento? Sim, pode! E como eu faço isto?…“, e agora vamos a resposta!

No final de cada dia, aproximadamente por volta de 18hs, faço a atualização da minha base de dados, contendo as cotações históricas das ações negociadas na bolsa de valores Bovespa. A seguir meu foco está em seguir os passos abaixo:

1. Saber quais ações se destacaram no dia em relação ao seu volume de negociações. O que é isso? Basicamente é saber o crescimento percentual, em ordem decrescente, do volume de negociações de cada ação em relação ao dia anterior. Para isto uso um programa que me fornece estes dados diariamente. A figura ao lado mostra as ações que compõem o índice Bovespa com os maiores volumes do dia 22/05.
Neste exemplo seleciono apenas a ação SDIA4 para analisar seus gráficos. Por quê? Porque foi a única dos destaques exibidos que fechou em alta (+3,19%) e teve um crescimento de 148,33% no volume de negociações em relação ao dia anterior.

2. Saber se o indicador Clímax do Ibovespa ou do setor específico da ação selecionada no item 1 está em um local interessante para efetuar possíveis compras, que é abaixo da linha 0% ou preferencialmente em -30%. Conforme exibido na figura ao lado, o Clímax já está em uma região interessante. Agora vamos analisar a SDIA4 para identificar se há uma oportunidade de compra para o próximo pregão (23/05).

Os procedimentos que uso para analisar a SDIA4 estão descritos no artigo anterior. De qualquer forma, farei a análise aqui desta ação.

I. É uma ação de boa liquidez? Sim. Como faço essa avaliação? Leia o artigo anterior para saber, inclusive com exemplos.

II. Como foi o comportamento dos preços e o fechamento do candle do gráfico Semanal, referente a semana passada (14 a 18/05)? Como pode se observar na figura ao lado o candle da semana passada não foi muito interessante, pois oscilou acima da máxima do anterior e não teve força compradora suficiente para fechar acima do fechamento ($9,35) nem da máxima anterior ($9,34). Pelo contrário, houve uma pressão vendedora fazendo um fechamento de baixa. O lado positivo é que o gráfico está em tendência de alta e o candle da semana passada não fechou abaixo da mínima anterior em $9,01 (linha azul).

III. No gráfico Diário (figura ao lado) a tendência de alta está configurada através de topos e fundos ascendentes (linha verde), OBV acumulando (de alta) e preços acima da média móvel de 65. Na segunda-feira, dia 21/05, houve a formação de um Harami que sinaliza indecisão. Um ponto importante para se destacar é que nos últimos 03 dias de baixa o volume de negociações foi caindo, ou seja, a pressão vendedora foi perdendo força até a formação do Harami. Hoje, dia 22/05, o forte volume destacado no item 1 (+148,33%) foi de um candle de alta que confirma uma possível compra nesta ação. Levando em consideração o volume deste ativo, há sinais de que os compradores estão com uma força maior do que os vendedores.

Devido ao candle de baixa da semana passada do gráfico Semanal, uma entrada mais cautelosa nesta ação será após o fechamento no diário acima de $9,57 (resistência de fechamento). É importante que haja um bom volume no possível rompimento desta resistência. Uma opção mais ousada de compra é a entrada amanhã, dia 23/05, com stop loss abaixo da mínima ($9,14) do candle de hoje. Suporte mais próximo está em $8,95.

Outras ações que costumo dar uma olhada no gráfico durante a semana são as que tiveram as maiores altas do dia. Veja por exemplo a figura abaixo das ações que compõem o índice Bovespa.
É importante ressaltar que diariamente visualizo os gráficos das ações selecionadas no final de semana, para saber se há alguma com sinal de entrada para o próximo pregão.

Posteriormente publicarei mais artigos técnicos.

Boas análises e negócios!

20.05.2007 | 22:59

Você possui um roteiro para analisar as ações?

Publicado na(s) categoria(s) Aprendizado, por Dalton Vieira

Meu Roteiro Operacional.

O objetivo deste artigo é servir de apoio para as pessoas que estão iniciando no mercado acionário ou já possuem conhecimento em análise gráfica, mas ainda não tem o seu próprio roteiro operacional.

Após diversas leituras nos grupos de discussão que participo sobre o mercado de ações, decidi descrever qual é o meu roteiro operacional para identificar as oportunidades de entrada em uma ou mais ações.

O meu conhecimento até o presente momento no mercado financeiro foi adquirido através de treinamentos gratuitos e pagos, leitura de livros e diversos artigos sobre este assunto, além de diversas simulações e operações no mercado no decorrer dos últimos 05 anos. Durante este período uma das minhas maiores dificuldades era não ter um roteiro operacional a ser seguido para avaliar o mercado de ações. Atualmente sinto-me satisfeito e focado em seguir o roteiro descrito logo abaixo. Vamos lá!

Durante o final de semana visualizo todas as ações que estão disponíveis na minha base de dados, contendo as cotações históricas das ações negociadas na bolsa de valores Bovespa. No decorrer desta visualização procuro identificar, através dos gráficos Diário e Semanal, as ações que atendem os critérios abaixo.

1. Seleciono as ações de boa liquidez. A seguir itens que verifico:

a. Negociação diária;

b.
Gráfico Diário com movimentos bem definidos (topos e fundos ascendentes ou descendentes) e que possuam candles/barras onde os preços de abertura, fechamento, máxima e mínima não sejam iguais;

* Exemplo de gráfico que atende os critérios acima:
* Exemplo de gráfico que não atende os critérios acima:
2. Analiso o gráfico Semanal das ações que atenderam o critério 1 e filtro as que tiveram um bom fechamento na última semana, sinalizando uma provável alta dos preços, conforme exibido no último candle/barra dos 03 gráficos que estão na figura abaixo:
3.
Analiso o gráfico Diário das ações que atenderam os critérios 1 e 2, visando selecionar as que estão com topos e fundos ascendentes e acima da média móvel de 65 períodos. Veja na figura abaixo um exemplo de topos (T) e fundos (F) ascendentes.
4. Das ações que atenderam os critérios 1, 2 e 3, seleciono apenas aquelas que estão com o OBV (on balance volume) acumulando, ou seja, fazendo topos e fundos ascendentes.

5. A partir deste momento, identifico os suportes e as resistências nos gráficos diário e semanal para cada ação selecionada. Quais são estes suportes e resistências:

a. Máxima dos topos (resistência) e mínima dos fundos (suporte) que compõem os movimentos de alta e baixa dos preços;

b.
Média Móvel de 65 períodos (resistência ou suporte);

c.
Mudança de polaridade, ou seja, suporte que torna-se resistência e resistência que torna-se suporte, conforme exibido na figura abaixo:d. Preço de fechamento, conforme resistência exibida no gráfico abaixo.
6. Neste momento identifico os possíveis sinais de compra em um dos suportes mencionados no item 5. Os sinais de venda nas resistências mencionadas acima são usadas para encerrar operações que estejam em aberto. Que sinais são estes? São os “padrões de reversão ou continuidade” descritos detalhadamente no livro do Steve Nison – Japanese Candlesticks Charting Techniques. Exemplos: Dark Cloud Cover, Evening Star, Morning Star, Bullish or Berish Engulfing, Piercing, etc.

7. Ao selecionar uma ação para compra, analiso se o indicador Climax do Ibovespa e do setor “econômico” da ação (ex. Petróleo) está em um ponto bom para compra ou é melhor aguardar mais um pouco. Para saber mais sobre esta avaliação, leia o excelente artigo do blog de um colega investidor: Você sabe o melhor momento de entrar no mercado?

Observação: Nas minhas análises também visualizo o gráfico Mensal, basicamente com o objetivo de identificar suportes e resistências.

Importante: A minha tomada de decisão para por exemplo efetuar uma compra de uma ação é baseada simplesmente em probabilidades. Jamais afirmo que um preço de uma ação vai subir ou cair, ou então que vai chegar em um determinado preço. Prefiro trabalhar com as probabilidades do preço subir ou cair através da análise gráfica.

Pronto! Este é o meu trabalho de análise durante o final de semana. No máximo gasto 02 horas para executar o roteiro operacional descrito acima. Durante a semana acompanho as ações previamente selecionadas.

E durante a semana, alguma ação pode entrar na lista de acompanhamento? Sim, pode! E como eu faço isto? Descreverei em outro artigo no início desta semana.

Boas análises e investimentos. Obrigado por sua leitura!

 Página 19 de 19  « Primeira  ... « 16  17  18  19