Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Ibovespa

13.11.2007 | 0:16

IBOV – Forte sinal de baixa

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, por Dalton Vieira

Na análise anterior comentei:

Um fechamento acima de 65.317 será um bom sinal para os comprados. Por outro lado, um fechamento abaixo de 62.959 sinalizará o possível teste da zona de suporte de 60.894 até 59.472 pontos.

O Ibovespa fechou o pregão desta segunda-feira, dia 12/11, em baixa acentuada de 4,34% . O grande candle de baixa deste dia representa um forte sinal de baixa, devido aos seguintes motivos:

  • Fechamento em 61.526 pontos abaixo dos suportes em:
    • 62.959 – fechamento do dia 05/11;
    • 62.279 – mínima do dia 09/11;
    • média móvel exponencial de 13 períodos.
  • Volume financeiro acima da média dos últimos 30 dias;
  • Grande candle de baixa com abertura igual a máxima do dia e fechamento próximo da mínima do dia.

Os motivos supracitados aumentam a probabilidade do Ibovespa testar a zona de suporte de 60.894 até 59.472 pontos. Outro suporte importante no gráfico diário está em 58.292, proporcionado pela máxima do topo do dia 19/07. Conforme destacado no último parágrafo da análise anterior, a cautela continua!

Commodities pesam e Bovespa tem 2a maior queda do ano

SÃO PAULO (Reuters) – Os preços de commodities registraram forte queda no mercado internacional nesta segunda-feira e a Bolsa de Valores de São Paulo foi atingida em cheio, registrando a segunda maior queda do ano.

“Como Petrobras sustentou a bolsa nos últimos dias, hoje está derrubando, em função do balanço”, disse Luiz Roberto Monteiro, assessor de investimentos da corretora Souza Barros.

“O pessoal também está com muito medo. Essa semana tem vários indicadores para sair (nos EUA, os índices de inflação) CPI e PPI, produção industrial”, complementou.

Até breve!

11.11.2007 | 10:15

IBOV – Análise da Semana: 05 a 09/11

Publicado na(s) categoria(s) Análises Semanais, Fluxo dos Investidores, Ibovespa, por Dalton Vieira

Gráfico Semanal

Em uma semana marcada pela briga entre touros (compradores) e ursos (vendedores) o Ibovespa fechou em leve alta de 0,42%, em direção oposta ao índice Dow Jones que fechou a semana em baixa superior a 4%. Será que o IBOV vai continuar a próxima semana “descolado” do Dow Jones? Sinceramente não acredito, pois a probabilidade é baixa.

Na análise da semana anterior destaquei:

A ocorrência de um Doji após um grande candle de alta aumenta as implicações baixistas no gráfico. No entanto, para confirmar o padrão de reversão deverá ocorrer na próxima semana um fechamento abaixo da mínima (63.773) desta semana.

Nesta semana o IBOV chegou a fazer uma mínima (62.279) inferior a da semana anterior, mas não fechou abaixo dos 63.773 pontos. Portanto, não houve a confirmação de um padrão de reversão. O candle desta semana demonstra indecisão, um equilíbrio da força dos touros e ursos.

Um fechamento na próxima semana acima da máxima de 65.282 sinalizará uma maior probabilidade para a continuidade do movimento de alta. Por outro lado, um fechamento abaixo da mínima desta semana confirmaria um padrão de reversão do movimento de alta após a ocorrência de dois Dojis, implicando no teste do suporte em torno dos 60.000 pontos.

Gráfico Diário

Neste tempo gráfico o IBOV rompeu sua linha de tendência de alta, testou o suporte em 62.959 pontos, mas não conseguiu fechar abaixo da média móvel de 13 períodos e da mínima do candle do dia 06/11, responsável por um bom sinal de alta.

Um fechamento acima de 65.317 será um bom sinal para os comprados. Por outro lado, um fechamento abaixo de 62.959 sinalizará o possível teste da zona de suporte de 60.894 até 59.472 pontos.

Fluxo do capital estrangeiro na Bovespa

Nas duas últimas semanas do mês de outubro os investidores estrangeiros compraram mais do que venderam. Entretanto, neste mês de novembro até o dia 07/11 as vendas foram superiores as compras, deixando o saldo dos investidores estrangeiros (SIE) negativo em R$ 956,71 milhões.

Na minha opinião, o SIE negativo somado a forte baixa do Dow Jones na semana são motivos suficientes para evitar novas compras de curto prazo na próxima semana e para quem está posicionado no curto prazo apertar as ordens de stop.

Até breve. Um ótima semana para todos.

09.11.2007 | 1:12

IBOV – Divergências

Publicado na(s) categoria(s) Fluxo dos Investidores, Ibovespa, por Dalton Vieira

O Ibovespa fechou o dia em leve alta de 0,10% não representando as fortes baixas das ações que compõem o índice. Só para se ter uma idéia, das 63 ações que compõem o índice somente 05 ações ficaram “em pé” (alta). As palavras do presidente do FED, Ben Bernanke, mudaram o humor do mercado nesta quinta-feira (08/11).

Economia dos EUA enfrenta riscos, não recessão, diz Bernanke

WASHINGTON (Reuters) – O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, disse a parlamentares nesta quinta-feira que a economia norte-americana não parece estar caminhando para uma recessão, mas alertou que o crescimento pode se mostrar mais fraco que o esperado e a inflação mais alta.

“Nossa avaliação é de um crescimento mais lento, mas vai haver crescimento, e ele continuar no próximo ano”, disse Bernanke ao apresentar um relatório sobre a saúde da economia norte-americana para o comitê conjunto de economia do Congresso.

O chairman do Fed disse que a economia irá provavelmente experimentar uma desaceleração “notável” do crescimento nos últimos três meses do ano em relação à robusta taxa anual de crescimento de 3,9 por cento no terceiro trimestre, dizendo que a crise imobiliária dá sinais de que vai se intensificar e os gastos dos consumidores e das empresas podem desacelerar.

A divergência do Ibovespa com as ações que o representam foi proporcionada pelas ações da Petrobrás ON e PN (PETR3 e PETR4) que fecharam em forte alta de 14,45 e 14,16%. A participação destas duas ações na composição do índice para o dia 08/11 é de 2,85% (PETR3) e 15,98% (PETR4). Portanto, as altas destas ações representaram uma alta no IBOV de 2,67% e na minha opinião mascararam uma forte queda (acima de 2,5%) no Ibovespa.

O índice ao se aproximar da resistência de fechamento em 65.317 pontos teve uma grande pressão vendedora. O candle de hoje é um Doji e também a figura de uma Shooting Star que pode representar um padrão de reversão caso ocorra um fechamento abaixo da mínima (63.140) de hoje (08/11) e principalmente abaixo de 62.959 (suporte de fechamento do fundo dia 05/11).

Dos sinais de alta comentados na análise “IBOV – Contra-ataque dos touros e sinais de compra“, a FFTL4 foi a única que ficou no campo dos touros (compradores), acima da média móvel exponencial de 13 períodos (MME). As demais além de fechar abaixo da MME, fecharam também abaixo da mínima do candle responsável pelo sinal de alta.

Os investidores estrangeiros que nas duas últimas semanas compraram mais do que venderam, abriram esta semana vendendo mais do comprando. Resultado, o saldo da segunda e terça-feira dos investidores estrangeiros na Bovespa ficou negativo em R$ 634,77 milhões e R$ 719,28 milhões no mês.

A LAD (linha de avanços e declínios) perdeu um importante suporte formado no dia 22/10, quando o Ibovespa bateu em 59.472 pontos. Este sinal pode representar no mínimo o rompimento do suporte na mínima do fundo do dia 05/11 em 62.720 pontos.

O cenário deixado após o pregão desta quinta-feira é um grande alerta para realização de novas compras e motivo para um aperto nos stops. Vamos ver como terminará esta semana.

Até breve!

07.11.2007 | 1:33

IBOV – Contra-ataque dos touros e sinais de compra

Publicado na(s) categoria(s) Brasil Foods, Fluxo dos Investidores, Fosfertil, Ibovespa, por Dalton Vieira

Hoje, dia 06/11, o Ibovespa reverteu um candle de baixa com fortes implicações baixistas, pois havia fechado abaixo de importantes suportes do gráfico diário (figura ao lado), como:

  • 63.348 antiga resistência proporcionada pela máxima do dia 19/10;
  • Média móvel exponencial de 13 períodos (MME);
  • Linha de tendência de baixa (LTB).

A alta desta terça-feira de 2,45% fechou em 64.503, acima da máxima do candle (barra) anterior proporcionando um bom sinal de alta. Além disso, o fechamento foi próximo a máxima do dia, o que aumenta a probabilidade da continuidade do movimento de alta para possivelmente romper a máxima histórica em 65.948 e atingir os 66.000 pontos.

Capital Estrangeiro

O excelente sinal de alta do Ibovespa supracitado foi coerente com o saldo dos investidores estrangeiros (SIE) na Bovespa, que na semana anterior (29/10 a 01/11) fechou positivo em R$ 442,8 milhões. O SIE no mês de outubro fechou negativo em R$ 1,81 bilhão. A seguir o gráfico com a evolução semanal do mês de outubro.


Sinais de compra para o pregão do dia 07/11

A seguir algumas ações que destaco:

FFTL4

Esta ação fechou o dia em alta de 2,27% e emitiu um ótimo sinal de alta, pois fechou acima das resistências em $69,19 (máxima do dia 03/08) e $69,45 (máxima do dia 09/10) com um bom volume de negociações. O volume do dia foi 174,78% superior a média dos últimos 30 dias e 113,51% a média do ano, conforme mostra a figura abaixo.


Cenário a favor do sinal de alta do gráfico diário (figura ao lado):

  • Tendência de alta nos gráficos diário, semanal e mensal;
  • Preço acima das médias móveis de 13 e 65 períodos do gráfico diário;
  • Topos e fundos ascendentes como mostra a LTA curta;
  • Volume de negociações ótimo ao romper a resistência histórica.

O stop loss da compra desta ação no próximo pregão (07/11) ocorrerá se houver um fechamento abaixo da MME ($67,94), o que representa um risco da operação em torno de 2,7%.

SDIA4

Esta ação fechou o dia em alta de 5,82% e emitiu um bom sinal de alta dentro da pequena congestão ao fazer o maior fechamento histórico em $12,00. Aliado ao fechamento, o volume de negociações foi excelente, pois foi 80,31% superior a média dos últimos 30 dias e 107,16% a média do ano. Este fato aumenta a probabilidade do teste da resistência em $12,44.


Cenário a favor do sinal de alta:

  • Tendência de alta nos gráficos diário, semanal e mensal;
  • Preço acima das médias móveis de 13 e 65 períodos, e da LTA;
  • Sinal de alta chamado Morning Doji Star (padrão de reversão dos candles), intensificado pelo volume;
  • Bom volume de negociações.

O stop loss da compra desta ação no próximo pregão (07/11) ocorrerá se houver um fechamento abaixo da mínima ($11,40) deste candle de alta (06/11), o que representa um risco da operação de 5,00%.

Outra ação que emitiu um bom sinal de alta neste último pregão foi a BBAS3. Vamos acompanhar!

Até breve! Sucesso nos investimentos.

Parceria e Treinamento: clique aqui e saiba mais.

03.11.2007 | 11:47

IBOV – Análise da Semana: 29/10 a 01/11

Publicado na(s) categoria(s) Análises Semanais, Ibovespa, por Dalton Vieira

Gráfico Semanal

Na semana em que o FED anunciou mais um corte na taxa de juros dos EUA, deixando-a em 4,5 pontos percentuais, o Ibovespa fechou a semana em ligeira baixa de 0,35%. O candle do gráfico semanal (figura ao lado) representa um Doji e também a figura chamada de Shooting Star (padrão de reversão dos candles).

A ocorrência de um Doji após um grande candle de alta aumenta as implicações baixistas no gráfico. No entanto, para confirmar o padrão de reversão deverá ocorrer na próxima semana um fechamento abaixo da mínima (63.773) desta semana.

Gráfico Diário – Sinal de baixa no terreno dos touros

Na análise “Dentro do esperado” destaquei:

… no final do pregão houve uma pressão vendedora fazendo com que o fechamento fosse abaixo da máxima do dia 29/10 (65.670), o que representou uma fraqueza dos touros (compradores) mesmo após a colaboração do FED.

O pregão na quinta-feira, dia 01/11, foi aberto pela mesma pressão compradora que encerrou o dia anterior (31/10), fazendo com que o Ibovespa fechasse em baixa de 1,94% a 64.050 pontos. Este fechamento representa um sinal de baixa no terreno dos touros (compradores), visto que o gráfico diário está em tendência de alta com topos e fundos ascendentes.

O candle do último pregão (01/11) aumenta a probabilidade do IBOV testar seus próximos suportes: 63.348, média móvel exponencial de 13 períodos e sua linha de tendência de alta (LTA). O fechamento abaixo das mínimas do dias 29, 30 e 31/10 e também do suporte em 64.168 intensifica o teste dos suportes mencionados, o que pode gerar bons pontos de compra.

No feriado do dia 02/11 as bolsas de valores dos EUA fecharam em ligeira alta (Dow Jones 0,2% e Nasdaq 0,56%), principalmente devido ao resultado acima do número de postos de trabalho divulgado nesta sexta-feira. Já as bolsas européias e asiáticas fecharam em baixa, destacando-se as asiáticas com baixas acentuadas superior a 2%.


Geração de emprego nos EUA mostra força em outubro
WASHINGTON (Reuters) – A economia dos Estados Unidos gerou 166 mil postos de trabalho em outubro, número bem acima das previsões, e indicou que a renda dos consumidores pode estar se sustentando melhor do que o imaginado no início do quarto trimestre.

Obrigado pela leitura. Bom final de semana a todos.

01.11.2007 | 0:53

Dentro do esperado

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, por Dalton Vieira

O FED, banco central norte-americano, dentro do esperado pelo mercado cortou em 0,25 ponto percentual a taxa de juros. Após o corte a nova taxa de juros dos EUA é de 4,5%. Em princípio mais uma tentativa do FED de proteger a economia da desaceleração imobiliária.

Após a divulgação o Ibovespa fez nova máxima histórica (65.948) e fechou o mês de outubro com uma alta de 8,02%. Entretanto, no final do pregão houve uma pressão vendedora fazendo com que o fechamento fosse abaixo da máxima do dia 29/10 (65.670), o que representou uma fraqueza dos touros (compradores) mesmo após a colaboração do FED. O mesmo ocorreu com as ações PETR4 e VALE5 que não tiveram força compradora suficiente para fecharem próximas da máxima do dia.

Estas duas ações possuem gaps de alta que continuam abertos e que servem como suporte para uma possível retração dos preços, PETR4 em $68,35 (25/10) e VALE5 em $52,95 (26/10). Um fechamento abaixo da mínima desta quarta-feira (31/10) nestas ações indicará uma sinal de baixa e o possível teste dos gaps mencionados.

Até breve!

 Página 539 de 550  « Primeira  ... « 538  539  540  541 » ...  Última »