Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Itau Unibanco

30.05.2008 | 1:58

IBOV – Fitch e Commodities em destaque

Publicado na(s) categoria(s) Bradesco, Fluxo dos Investidores, Ibovespa, Itau Unibanco, Mercado, por Dalton Vieira

Conforme o mercado já havia anunciado (precificado) na quarta-feira (28) através da alta do IBOV de 3,04%, a agência de classificação de risco Fitch Ratings confirmou a elevação do rating soberano do Brasil para a faixa considerada de baixo risco de crédito (grau de investimento). Mesmo após esta ótima notícia o Ibovespa, que chegou a fazer nova máxima histórica (73.920 pontos), reverteu em poucos minutos a euforia e fechou o dia em baixa de 1,85%.

Se a notícia é boa qual o motivo da queda? Ao meu ver há dois motivos:

Precificação

O primeiro é que o mercado, mais especificamente o big money, já havia precificado esta notícia. Basta olhar o saldo dos investidores estrangeiros (SIE) para se ter uma idéia. Observe no gráfico abaixo como esta categoria de investidor antecipava a notícia do dia 30/04 (grau de investimento) comprando mais do que vendendo desde o dia 24/03. Após a primeira notícia continuaram na ponta compradora antecipando a notícia de hoje (29).

Gráfico da Evolução Diária do SIE e Ibovespa em 2008


Note no gráfico acima que quando o IBOV chegou aos 73.000 os estrangeiros passaram a realizar o “pequeno” lucro acumulado neste período de alta. Portanto, no primeiro motivo apresentado temos uma bela realização de lucros.

Commodities

No segundo motivo da queda temos a forte queda das commodities, incluindo o barril do petróleo (WTC). Este fato afeta fortemente as principais ações do índice Bovespa, nada mais nada menos do que Petrobrás, Vale, Usiminas, Grupo Gerdau, Siderurgia Nacional, dentre outras. Só este grupo de ações representa mais de 40% do índice.

A seguir os gráficos do principal índice das commodities (CRB) e do barril do petróleo (WTC). Observe o último candle. O índice CRB inclusive fechou abaixo de um suporte importante, quebrando a seqüência de topos e fundos ascendentes.

Índice CRB

Barril do Petróleo – WTC

Alguns resultados do dia: PETR3 -4,1%, PETR4 -3,24%, VALE3 -4,74%, VALE5 -4,3%, USIM5 -2,25%, CSNA3 -3,65%, GGBR4 -3,98%. Não foi por acaso que Ibovespa encerrou pregão registrando a maior baixa do mês de maio (1,85%).

Ibovespa

Na leitura do gráfico diário (figura ao lado) do Ibovespa temos o teste da máxima histórica e a forte ação dos ursos (vendedores) nesta região. O OBV não confirmou esta nova máxima do IBOV, ou seja, não fez o mesmo (divergência de baixa). O candle de hoje (29) indica uma maior probabilidade de ocorrer o teste dos seguintes suportes:

  • média móvel exponencial de 13 dias;
  • 70.733 – mínima do dia 28; e
  • 70.334 – mínima do dia 27 (fundo).

Um fechamento abaixo destes suportes poderá sinalizar uma correção maior do movimento de alta de praticamente 10.000 pontos (em torno de 15,55% em 13 dias).

Operações BBDC4 e ITAU4

Por enquanto sem alterações em relação ao apresentado na análise anterior. As duas se aproximaram de resistências importantes e reverteram a alta do dia. Vamos observar como fechará a semana.

Até breve!

28.05.2008 | 21:32

BBDC4 e ITAU4 – Bancos confirmam o sinal de alta

Publicado na(s) categoria(s) Bradesco, Itau Unibanco, por Dalton Vieira

A seguir o desempenho das principais ações dos bancos nesta quarta-feira (28).

  • Banco do Brasil ON – BBAS3 +6,01%
  • Bradesco PN – BBDC4 +3,58%
  • Itaú PN – ITAU4 +3,50%
  • Unibanco UNT – UBBR11 +4,64%

Na análise anterior dos bancos destaquei os sinais de alta (entrada) das ações preferenciais do Bradesco e Itaú. Após a entrada vamos avaliar a administração das operações em andamento.

BBDC4

Esta ação fechou o dia $39,40 superando a resistência em $39,10 de uma pequena congestão. O fechamento acima desta resistência foi apoiado por um alto volume de negociações. Este fato aumenta a probabilidade de ocorrer o teste da importante zona de resistência que vai de $40,87 a $41,50.

O stop loss (cadastrado na corretora) desta operação pode continuar um pouco abaixo de $36,78 (mínima do dia 27). A saída da operação poderá ocorrer antes da cotação atingir o stop loss, caso ocorra um fechamento abaixo da mínima ($37,91) de hoje (28).

Por enquanto, não vejo um ponto interessante para estabelecer um stop de proteção do lucro. Vamos ver o desempenho deste ativo no pregão desta quinta-feira (29).

ITAU4

Esta ação fechou o dia a $48,85 e semelhante a BBDC4 superou uma resistência com um alto volume de negociações. Este fato aumenta a probabilidade desta ação testar a zona de resistência que vai de $50,53 a $52,37. A forte alta do dia deixou um gap de alta aberto em $47,20 (suporte).

O stop loss (cadastrado na corretora) permanece inalterado, um pouco abaixo de $45,55 ou $45,30 (suportes). No entanto, um fechamento abaixo do gap de alta ($47,20) seria um bom motivo para sair desta operação. Ao meu ver ainda não há um ponto para se colocar um stop de proteção e não mais sair perdendo desta compra. Vamos avaliar os próximos capítulos.

A ação ITSA4 que comentei ao final da análise anterior dos bancos também teve um bom desempenho no dia (28), fechando em alta de 3,19%.

Uma semana antes da reunião do Compom os bancos começaram a se animar. Será a possibilidade do aumento da taxa de juros?

Até breve!

28.05.2008 | 0:53

Bancos em destaque

Publicado na(s) categoria(s) Banco do Brasil, Bradesco, Itau Unibanco, Itausa, Unibanco, por Dalton Vieira

As ações dos principais bancos na Bovespa se destacaram nesta terça-feira (27), dia em que o IBOV fechou em baixa de 0,89%. A seguir o resultado de algumas ações dos bancos:

  • BBAS3 – +2,65%
  • BBDC4 – +2,26%
  • ITAU4 – +2,83%
  • UBBR11 – +1,94%

Destas ações as que mais destaco são as ações preferenciais do Bradesco e Itaú (BBDC4 e ITAU4). Ambas emitiram um sinal de alta (compra) acompanhado de um bom volume de negociações.

BBDC4

O fechamento foi superior a máxima do dia anterior, acima da média móvel exponencial de 13 períodos (MME13) e praticamente na máxima do dia. O volume de negociações foi superior aos últimos 03 dias de queda, conforme pode ser visto no gráfico diário ao lado.

O stop loss para uma entrada neste ativo está abaixo da mínima ($36,78) de hoje (27), o que representa um risco um pouco superior a 3,3% do capital que será investido nesta ação. Caso a operação caminhe na direção nordeste, primeiramente há uma resistência em torno dos $39,00 e logo após em $40,87 (antigo topo histórico).

ITAU4

O fechamento foi superior a MME13, a máxima dos dois candles anteriores e na máxima do dia. O volume de negociações foi superior a média dos últimos 21 dias, como pode ser observado no gráfico diário abaixo.

O stop loss para uma entrada neste ativo está abaixo da mínima ($45,55) de hoje (27), o que representa um risco um pouco superior a 3,5% do capital que será investido nesta ação. Caso a operação caminhe na direção nordeste, primeiramente há uma resistência em torno de $48,17 e logo após em $50,53 (antigo topo histórico).

Além das ações destacadas acima a ITSA4 foi outra que emitiu um sinal de alta. Vamos acompanhar o desenrolar destes sinais de entrada.

Até breve!

30.04.2008 | 22:43

Brasil – Grau de Investimento

Publicado na(s) categoria(s) Banco do Brasil, Bradesco, Fluxo dos Investidores, Ibovespa, Itau Unibanco, Unibanco, por Dalton Vieira

Há algum tempo venho destacando o volume de compras dos investidores estrangeiros na Bovespa desde o dia 24/03. O saldo dos investidores estrangeiros (SIE) que estava negativo no ano em R$ 8,04 bilhões até o dia 20/03, passou a ficar positivo em menos de um mês. Na análise da semana anterior destaco esta impressionante evolução.

Ao meu ver este volume de compras dos estrangeiros denunciava o rompimento do topo histórico e hoje (30) ficou claro o motivo destas compras bem superiores as vendas. Resposta: concessão ao Brasil do grau de investimento pela agência de risco Standard & Poor’s. Será que eles já sabiam?!



O Ibovespa confirmou hoje (30) a maior probabilidade do rompimento do topo histórico e fechou o dia em 67.868 pontos, alta de 6,33%. O volume financeiro do dia foi muito alto R$ 7,38 bilhões (antes do after market). As ações dos bancos que também venho destacando aqui no site fecharam o dia em forte alta: BBAS3 +9,64%, BBDC4 +7,45%, ITAU4 +8,41% e UBBR11 +11,83%.

Agora vamos ver se o IBOV chega na expansão de 161,8% do Fibonacci em torno dos 70.000 pontos.

Até breve!

28.04.2008 | 22:35

IBOV – Testando os 66.000 pontos

Publicado na(s) categoria(s) Banco do Brasil, Bradesco, Fluxo dos Investidores, Ibovespa, Itau Unibanco, Unibanco, por Dalton Vieira

IBOV

O Ibovespa abriu a semana oscilando na casa dos 66.000 pontos, mas não houve força compradora suficiente para fechar acima deste patamar e também do maior fechamento histórico do gráfico diário (figura ao lado), atualmente em 65.790 pontos. O IBOV fechou o dia com alta de 0,75% em 65.677 pontos.

Um sinal que poderia significar uma perda de força dos touros (compradores) na tentativa de romper o topo histórico, seria um fechamento abaixo da mínima (65.191) de hoje (28). A perda do suporte em 64.172 também seria um sinal ruim, o que é menos provável no cenário de alta atual.

Investidores Estrangeiros

No dia 24/04, dia em que o IBOV fechou em baixa de 0,57%, os investidores estrangeiros venderam mais do que compraram fazendo com que o saldo do dia terminasse negativo em R$ 218,53 milhões, a segunda vez no mês de abril. O saldo do mês continua bem positivo em R$ 6,17 bilhões.

A seguir a participação dos investidores até no mês de abril até o dia 24/04.


Bancos

Os compradores abriram a semana ávidos por comprar as ações dos bancos. Resultado disso foi um gap de alta nas ações BBAS3, BBDC4, ITAU4 e UBBR11. No entanto, as ações BBAS3 e BBDC4 terminaram o dia formando padrões de reversão de baixa dos candles, chamados de Shooting Star e Dark Cloud Cover, respectivamente.

Na BBDC4 o suporte para o atual movimento de alta está em $35,40, o que coincide com a média móvel exponencial de 13 períodos (MME13). O sinal de baixa desta ação ocorreu exatamente na expansão de 161,8% do Fibonacci ($37,50), conforme destacado na análise anterior dos bancos.

Na BBAS3 há alguns suportes intermediários que antecedem o principal em $24,21. São eles:

  • média móvel de 65 períodos;
  • $26,39 (antiga resistência);
  • $25,44 – suporte do gap de alta;
  • MME13.

A ITAU4 gerou um ponto de entrada ao abrir com gap de alta e fechou o dia em alta de 1,62%. No entanto, respeitou a zona de resistência que vai de $44,63 ate $45,30. O principal suporte deste ativo para o atual movimento de alta está abaixo da mínima ($42,70) do dia 24.

A UBBR11 foi a que teve um melhor desempenho no dia, abriu com gap de alta, fechou acima da resistência em $22,80 e com um volume de negociações na média dos últimos 21 dias. Portanto, a maior probabilidade deste ativo é entrar na região de resistência que vai de $23,45 até $24,26. Suporte deste sinal de alta em $21,61.

A seguir os gráficos diários destes ativos:

BBAS3
BBDC4
ITAU4
UBBR11

Até breve!

27.04.2008 | 13:54

Bancos – Cenário de alta

Publicado na(s) categoria(s) Banco do Brasil, Bradesco, Itau Unibanco, Unibanco, por Dalton Vieira

BBDC4

Dentre as ações dos bancos (BBDC4, ITAU4 e UBBR11) que mencionei em análises anteriores a que mais se destacou nesta semana foi a BBDC4 (Bradesco PN). Esta ação fechou a semana em alta de 2,64% em 37,00. No grafico semanal (figura ao lado) o fechamento foi acima da máxima do topo anterior ($36.39) confirmando assim topos e fundos ascendentes neste tempo gráfico.

No gráfico diário (figura ao lado) esta ação deu um sinal de alta na quinta-feira (24) e o confirmou nesta sexta-feira (25) após fechar acima do topo anterior ($36,55). O ponto a favor deste fechamento foi o bom volume de negociações. A expansão de 161,8% do Fibonacci no pivô de alta deste tempo gráfico está em torno de $37,50. Deste valor até $38,25 temos uma região de resistência, local onde pode ocorrer uma pressão vendedora. O stop loss desta ação para uma entrada na segunda-feira (28) está localizado logo abaixo da mínima do dia 23 ($35,40).

ITAU4

A ITAU4 (gráfico diário ao lado) e UBBR11 não tiveram o mesmo desempenho da BBDC4 esta semana. Ambas fecharam a semana em queda de 0,88% e 3,42%, respectivamente. No entanto, o cenario de alta para estes ativos continua interessante, principalmente para ITAU4. Uma abertura na segunda-feira (28) acima de $43,90 gera um ponto de entrada, cujo o stop loss estaria posicionado abaixo da mínima do dia 24 ($42,70). O objetivo da operação está na zona de resistência que vai de $47,00 a $48,08.

UBBR11

A UBBR11 (Unibanco) também está em um ponto interessante nos gráficos semanal e diário (figura ao lado), testando as duas médias móveis (13 e 65 períodos) como suporte. Um fechamento acima de $22,14 será um sinal de alta cujo objetivo será a resistência em $24,26 (máxima do dia 27/02). O stop loss de uma possível entrada nesta ação estaria abaixo da mínima do dia 24 ($21,61).

BBAS3

A BBAS3 (Banco do Brasil ON) confirmou um pivô de alta após um bom período em tendência de baixa no gráfico diário (figura ao lado). O objetivo da alta desta ação em princípio está em torno de $28,70 até $29,82 (resistência do gap de baixa do dia 26/02). O stop loss está abaixo da mínima do dia 24 ($24,21).

Tenha uma ótima semana.

Até breve!

 Página 51 de 52  « Primeira  ... « 49  50  51  52 »