Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Vale

27.08.2007 | 9:22

VALE5 – Destaque de alta na semana

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

Em uma semana em que o Ibovespa foi controlado pelos touros (compradores), recuperando as perdas da semana de 13 a 17/08, a VALE5 foi uma das ações que mais se destacou com alta de +14,93%. Veja abaixo os motivos que destaco a performance desta ação na semana passada.

Gráfico Semanal

1. Tendência de alta;
2. Forte sinal de alta após 04 semanas de queda. O fechamento da semana em $78,15 foi superior a máxima ($76,40) do candle anterior;
3. Bom volume de negociações;
4. Sinal de alta após respeitar o importante suporte de $66,85, ou seja, não conseguiu fechar abaixo deste valor, demonstrando força dos touros. Este suporte é referente a antiga resistência do topo em fevereiro/07.

Gráfico Diário

1. Gap de alta no meio da semana (22/08) com um bom volume de negociações;
2. A partir do dia 23/08 os preços de fechamento foram superiores a média móvel de 65 períodos, que serve como rastreador de tendência e resistência ou suporte;
3. Fechamento acima da resistência em $76,80 (mínima do dia 09/08) proporcionada pelo gap de baixa no dia 10/08;
4. Quebra do movimento de distribuição (topos e fundos descendentes) do OBV (on balance volume);
5. Rompimento da linha de tendência de baixa (LTB).

Enfim, o cenário supracitado nos gráficos semanal e diário aumenta consideravelmente a probabilidade de ocorrer a quebra da tendência de baixa no gráfico diário, que seria o rompimento da resistência em $80,29. Estarei monitorando de perto a VALE5 nesta semana para uma possível estratégia de compra.

Notícias – 24/08

Vale do Rio Doce: assinatura de memorando com a Baosteel

A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) anunciou nesta sexta-feira que assinou memorando de entendimentos com a Baosteel Group Corporation (Baosteel), maior produtora de aço da China, visando a construção de uma usina integrada de produção de placas de aço com capacidade inicial de 5 milhões de toneladas anuais.

A usina será construída no pólo industrial e de serviços de Anchieta – ES, e a expectativa é que gere cerca de 3 mil empregos diretos quando em operação. No início da construção da usina a CVRD terá participação de 20% e a Baosteel de até 80%.

Obrigado pela leitura e até breve!

23.08.2007 | 20:47

VALE5 – Importante região

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

Hoje o fechamento da VALE5 ($75,90) foi acima da média móvel de 65 períodos, primeira das 03 resistências destacadas na análise “Gap de alta“. O volume de negociações foi inferior ao do dia anterior. Na minha opinião o pregão de amanhã (24/08) será importante para avaliarmos a força dos touros neste movimento de alta, pois temos a resistência do gap em $76,80 e a linha de tendência de baixa (LTB).

Se amanhã o fechamento for superior a estas duas resistências, teremos um sinal de alta no gráfico semanal, pois o fechamento também será superior a máxima ($76,40) da semana passada. A configuração deste cenário poderá sinalizar a quebra dos topos e fundos descendentes do gráfico diário e consequentemente da tendência de baixa (resistência em $80,29).

VALE DO RIO DOCE CONTÉM PERDAS

As ações preferenciais da Companhia Vale do Rio Doce foram as mais negociadas do pregão e a valorização de 2,07 por cento, a 75,90 reais, puxou a alta do Ibovespa.

Os metais industriais subiram na quinta-feira no mercado internacional, com níquel e chumbo avançando mais de 5 por cento em alguns momentos, impulsionados pelos mercados de ações mais fortes e por expectativas de que a demanda vai continuar forte.

fonte: Reuters

Até breve!

23.08.2007 | 10:57

VALE5 – Gap de alta

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

Ontem, dia 22/08, no gráfico diário (figura ao lado) a VALE5 abriu um gap de alta e fechou na máxima do dia. Alta forte de +5,48%. O bom volume de negociações aumenta a probabilidade de ocorrer o teste da importante zona de resistência proporcionada pela média móvel de 65 períodos, gap de baixa ($76,80) e linha de tendência de baixa (LTB).

Para ocorrer a quebra dos topos e fundos descendentes, consequentemente da tendência de baixa, tem que ocorrer o rompimento do topo em $80,29. O sinal ruim neste momento para o atual movimento de alta seria o fechamento abaixo do suporte ($70,87) proporcionado pelo gap de alta.

Até breve!

19.08.2007 | 12:20

Principais ações – Cenário desfavorável para compra

Publicado na(s) categoria(s) Gerdau, Petrobras, Usiminas, Vale, por Dalton Vieira

Analisando o gráficos de alguns dos principais ativos da Bovespa após o fechamento desta semana, não vejo ainda um cenário favorável para comprar estes ativos. Vejam os pontos que destaco como negativos, no gráfico Diário, para operações de compra:

1. Rompimento da linha de tendência de alta;
2. Quebra da tendência de alta, ou seja, rompimento do suporte proporcionado pelo fundo que antecedia o último movimento de alta;
3. Topo e fundos descendentes;
4. Volume de negociações na queda foi muito forte. Consequentemente o OBV (on balance volume) está distribuindo (baixa);
5. Preços abaixo da média móvel de 65 períodos, que funciona como rastreador de tendência.

Veja abaixo o gráfico Diário dos ativos analisados:

PETR4

VALE5

GGBR4

USIM5


No gráfico semanal o fechamento também sinaliza o controle do ursos (vendedores). Os preços passaram para baixo da médio móvel de 13 períodos, após ficarem um bom tempo acima.

Somado aos sinais gráficos desfavoráveis para operações de compra, temos a incerteza do mercado se a crise de crédito atual afetará o crescimento econômico. Veja abaixo o comunicado do FED – Banco central americano e tire suas conclusões:

As condições do mercado financeiro se deterioraram, e condições de crédito mais apertadas, bem como o crescimento da incerteza, têm o potencial de restringir o crescimento econômico, no futuro. Nessas circunstâncias, embora alguns dados recentes sugiram que a economia tenha continuado a se expandir em ritmo moderado, o Comitê Federal de Open Market considera que os riscos de redução no crescimento se elevaram consideravelmente.

O comitê está monitorando a situação e está preparado para agir da maneira necessária a mitigar os efeitos adversos que as perturbações nos mercados financeiros podem gerar para a economia. Votaram em favor do comunicado: Ben S. Bernanke, presidente; Timothy F. Geithner, vice-presidente; Richard W. Fisher; Thomas M. Hoenig.

Nada melhor do que aguardar pacientemente um cenário melhor para retornar aos investimentos em ações e aumentar a exposição ao risco.

Obs.: Para quem gosta de realizar operações intraday, a alta volatilidade e a zona de suporte em que está a maioria dos gráficos favorecem estas operações curtíssimas de compra.

Tenha um bom domingo. Até breve

16.08.2007 | 9:44

Sem sinais de melhoria no mercado de crédito

Publicado na(s) categoria(s) Gerdau, Petrobras, Usiminas, Vale, por Dalton Vieira

Crédito volta a abalar mercados da Ásia e ações caem
HONG KONG (Reuters) – As bolsas de valores da Ásia fecharam com fortes quedas nesta quinta-feira e o indicador que reúne os mercados da região registrou a maior baixa diária desde os ataques contra os Estados Unidos em setembro de 2001. Aumento das tensões sobre um aperto global de crédito arrasou com o apetite dos investidores por ativos arriscados.

Investidor procura refúgio com bola de neve de queda de ações
LONDRES (Reuters) – As bolsas de valores da Europa iniciaram o dia em baixa, o iene subia, os rendimentos dos bônus dos governos caíam e todas as medidas de risco refletiam a aversão dos investidores nesta quinta-feira, em meio a um agravamento das preocupações com o crédito global.

Por aqui o movimento dos investidores não foi diferente no pregão de ontem, dia 15/08. Tivemos fortes candles de baixa com altíssimo volume de negociações em diversos ativos.

Percebam nos gráficos abaixo, de alguns dos principais ativos da Bovespa, que todos estão abaixo da média móvel de 65 períodos (mm65) e com topos e fundos descendentes. Vejam também o que ocorre com os preços, ao fecharem abaixo do suporte proporcionado pela mm65 (linha cinza).

PETR4

VALE5

USIM5

BBDC4

GGBR4


Até breve!

16.08.2007 | 8:42

VALE5 – Quebra da tendência de alta

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

No gráfico Diário (figura ao lado) após a VALE5 fechar abaixo do importante suporte em $75,10, o preço despencou! Por que um importante suporte? Porque era o suporte proporcionado por uma antiga resistência de 03 topos, destacados com a letra T.

A forte queda de hoje, dia 15/08, significa a quebra da tendência de alta neste tempo gráfico e com um altíssimo volume de negociações, o que intensifica o rompimento do suporte em $68,78. Agora há um suporte próximo em $66,85, proporcionado pela máxima do topo do dia 22/02. Enfim, por enquanto o cenário nesta ação não é bom para realizar operações de compra de curto a médio prazo.

Até breve.

 Página 452 de 453  « Primeira  ... « 450  451  452  453 »