Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Vale

04.09.2008 | 10:32

Vale PNA (VALE5) – E agora, sobe ou desce? (Vídeo)

Publicado na(s) categoria(s) Vale, Vídeo Análises, por Dalton Vieira

Desta vez a contemplada com a análise em vídeo foi a VALE5 (ações preferenciais da Vale). No pregão anterior (3) a ação desvalorizou 0,65%, encerrando o dia cotada a $36,65. O candle do dia foi acompanhado de um aumento considerável do volume de negociações, o que pode significar a possível saída da pequena zona de congestão que vai basicamente de $36,00 a $39,00.

Vídeo – Análise da VALE5
Clique na figura acima, aguarde o download na nova janela e clique no play. Pressione F11 para visualizar melhor o vídeo e ao concluir F11 novamente.
Participe através dos comentários. Sua participação é a minha grande fonte de motivação!

28.08.2008 | 2:16

Vale (VALE5) – Sinal de alta semelhante ao Ibovespa

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

As ações preferenciais da Vale (VALE5) fecharam o dia (27) com valorização de 4,03%. O candle do dia confirmou a formação do padrão de reversão (alta) chamado Morning Doji Star, semelhante ao ocorrido no gráfico diário do Ibovespa. O ponto favorável foi o fechamento acima da máxima dos dois candles anteriores e da MME13.

O que me deixa “com um pé atrás” é o volume de negociações abaixo da média dos últimos 21 dias e o histograma MACD que já está em um patamar bem elevado, como podemos observar no gráfico ao lado.

De qualquer forma, o padrão de reversão sinaliza a maior probabilidade da VALE5 testar a zona de resistência que vai de $40,48 (máxima do dia 1/8) até $42,32 (gap de baixa do dia 17/7). Antes desta resistência há outra importante em $39,60, proporcionada pela mínima fundo anterior do gráfico semanal.

Vamos acompanhar o desenrolar deste sinal.

18.07.2008 | 0:04

IBOV – Na contra-mão

Publicado na(s) categoria(s) Fluxo dos Investidores, Ibovespa, Petrobras, Vale, por Dalton Vieira

No dia (17) em que as bolsas de valores na Europa e nos EUA fecharam em forte alta, o Ibovespa teve uma forte queda de 3,14%. A grande queda das commodities pesou sobre as principais ações (blue chips) da Bovespa. Veja o desempenho de algumas delas:

  • PETR3 -4,17%
  • PETR4 -4,95%
  • VALE3 -5,41%
  • VALE5 -5,4%
  • GGBR4 -5,64%
  • USIM5 -4,41%
  • CSNA3 -6,03%

Somente as 07 ações listadas acima representam mais de 50% do volume financeiro negociado das ações que compõem o índice Bovespa. Portanto, uma forte queda nestes ativos leva o Ibovespa junto, mesmo se houver um número maior de ações fechando em alta.

O grande candle de baixa desta quinta-feira (17) reverteu os bons sinais do candle de alta do dia anterior. Desta forma, a maior probabilidade no curto prazo é do IBOV testar a região de suporte que vai de 59.088 até 57.824 pontos.

Participação dos Investidores – 17/07

A seguir a participação dos investidores na Bovespa, referente ao mês de julho até o dia 17.


Os investidores estrangeiros seguem vendendo mais do que comprando, sinalizando no curto a médio prazo o rompimento do suporte do Ibovespa em 57.824 pontos, conforme comentado na postagem “Participação do Investidores – 10/07“.

Oportunidades

As ações preferenciais da Vale e Petrobrás estão chegando em pontos de suporte bem interessantes para compra após uma grande desvalorização. O último movimento de baixa da PETR4 iniciado no dia 02 já está com 20% de desvalorização. A região de suporte de 36,10 a 35,00 torna-se atrativa para compra caso este movimento de baixa alcance este patamar.

A queda da VALE5 desde o dia 25/06 já é também de 20%. Há um suporte muito importante em $39,60 (fundo nos gráficos diário, semanal e mensal), local onde podemos ter a ação dos touros (compradores). Enfim são cenários interessantes para compra de curto prazo.

Até breve!

17.06.2008 | 2:02

IBOV e VALE5 – Será uma reversão?

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

IBOV

Nesta segunda-feira (16) o Ibovespa fechou em leve alta de 0,12% após ter finalmente testado o suporte em 66.528 pontos, proporcionado pelo antigo topo histórico. Além deste suporte houve também o teste da média móvel de 65 dias.

A formação do candle do dia foi a de um Doji, que representa um padrão de reversão dos candles, mas que precisa de uma confirmação. Um fechamento acima de 67.617 pontos, máxima desta segunda, sinalizará um provável movimento de alta no IBOV. Os indicadores OBV (on balance volume) e o Histograma MACD sinalizam uma reversão do atual movimento de baixa.

Por outro lado, um fechamento abaixo de 66.430 pontos, mínima desta segunda, sinalizará a continuidade do movimento de baixa.

VALE5

A ação preferencial da Vale também terminou o dia (16) sinalizando uma provável reversão do movimento de baixa. A formação do candle do dia também é a de um Doji, após uma queda em torno de 22% em 20 dias de pregão. Uma abertura no próximo pregão (17) acima do fechamento desta segunda poderá ser um forte indício de confirmação deste padrão de reversão.

Os indicadores IFR (Índice de Força Relativa) e o Histograma MACD desta ação apóiam um provável movimento de alta neste ativo. Resistência no gap de baixa em $49,72 e em seguida na média móvel exponencial de 13 dias, em torno dos $50,00.

Vamos acompanhar de perto o próximo pregão. Até breve!

14.06.2008 | 0:31

Análise da Semana: 09 a 13/06

Publicado na(s) categoria(s) Análises Semanais, Fluxo dos Investidores, Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

Gráfico Semanal

O Ibovespa encerrou a semana com desvalorização de 3,7%, um pouco acima dos 67.000 pontos. No mês a queda já é de 7,42%. O candle desta semana sinaliza a maior probabilidade de ocorrer o teste do suporte em 66.528 pontos, proporcionado pelo antigo topo histórico.

Além deste suporte há também outro em 66.005 pontos, proporcionado pelo topo da semana de 25 a 29/02. Neste patamar ou um pouco mais abaixo aumenta-se as chances dos touros (compradores) entrarem em ação, principalmente após uma grande correção da maioria das ações em tendência de alta.

Gráfico Diário

Enquanto o IBOV fechou a sexta-feira (13) em leve baixa de 0,17%, as bolsas de valores na “matriz” fecharam em alta. A seguir o desempenho dos principais índices dos EUA:

  • Dow Jones +1,37%
  • S&P 500 +1,5%
  • Nasdaq +2,09%

O candle desta sexta possui a formação de um doji, o que representa uma certa indecisão do mercado próximo ao importante suporte em 66.528 pontos. Além deste há também a média móvel de 65 períodos e a máxima do topo do dia 28/02 em 66.005 pontos.

Um fechamento acima de 68.061 (máxima do dia 11) representará um sinal de alta no IBOV e a probabilidade de ocorrer um movimento de alta, corrigindo a queda dos últimos dias.

Investidores Estrangeiros

O estrangeiros continuam saindo da Bovespa. No dia 11 as vendas superaram as compras em R$ 1 bilhão, aumentando o saldo negativo do mês de junho para R$ 4,5 bilhões. Até quando vai esta pressão vendedora? As ações já estão entrando em “liquidação” (risosss). A VALE5 já está com uma desvalorização de 21% em 18 dias de pregão e olha que ainda pode até chegar em torno de $44,80. É ficar atento ao big money, pois o rastro de uma reação de uma forma ou de outra fica no gráfico.

A seguir a participação dos investidores na Bovespa, referente ao mês de junho até o dia 11.


Tenha um excelente final de semana. Até breve!

11.06.2008 | 22:10

Na marca do penalti

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

IBOV

No quarto dia (11) consecutivo de queda o Ibovespa encerrou o pregão com desvalorização de 1,45%. O fechamento do foi abaixo dos 67.000 pontos, a um passo dos 03 importantes suportes:

  • 66.528 – antigo topo histórico;
  • 66.209 – média móvel de 65 dias; e
  • 66.005 – máxima do topo do dia 28/02.

Em 10 dias de pregão o índice caiu mais de 7.000 pontos, representando praticamente uma desvalorização de 10%. No mês já temos uma queda de 8%.

Qual será o ponto em que os estrangeiros voltarão a entrar em ação, ou seja, comprar mais do que vender? Apesar de haver ainda espaço para queda, por exemplo até o suporte em 63.825 pontos, o mercado encontra-se sobrevendido. O indicador Clímax mostra que o índice está sobrevendido e que já houve um sinal de fundo (reação) nesta região, conforme mostra a figura abaixo.


A seguir o indicador Clímax das 15 ações mais negociadas no Ibovespa em 2007 que também sinaliza uma reversão na região sobrevendida.


O cenário está bem interessante para compras de curto prazo e para colocar mais ações na carteira de longo prazo.

VALE5

As ações preferenciais da Vale tiveram mais um dia (11) de queda (2,1%), fechando a $47,60. A mínima do dia foi de $47,57, apenas 02 centavos acima do gap de alta do dia 26/03 que ainda não foi fechado. Provavelmente o mesmo será fechado no próximo pregão (12).

Será que os touros (compradores) entrarão em ação neste suporte ou um pouco abaixo dele? A queda de 20% em menos de um mês é convidativa para os interessados em comprar esta ação.

Vamos acompanhar de perto o comportamento do próximo pregão dos namorados (12)…risosss.

Até breve!

 Página 462 de 470  « Primeira  ... « 461  462  463  464 » ...  Última »