Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Vale

17.06.2008 | 2:02

IBOV e VALE5 – Será uma reversão?

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

IBOV

Nesta segunda-feira (16) o Ibovespa fechou em leve alta de 0,12% após ter finalmente testado o suporte em 66.528 pontos, proporcionado pelo antigo topo histórico. Além deste suporte houve também o teste da média móvel de 65 dias.

A formação do candle do dia foi a de um Doji, que representa um padrão de reversão dos candles, mas que precisa de uma confirmação. Um fechamento acima de 67.617 pontos, máxima desta segunda, sinalizará um provável movimento de alta no IBOV. Os indicadores OBV (on balance volume) e o Histograma MACD sinalizam uma reversão do atual movimento de baixa.

Por outro lado, um fechamento abaixo de 66.430 pontos, mínima desta segunda, sinalizará a continuidade do movimento de baixa.

VALE5

A ação preferencial da Vale também terminou o dia (16) sinalizando uma provável reversão do movimento de baixa. A formação do candle do dia também é a de um Doji, após uma queda em torno de 22% em 20 dias de pregão. Uma abertura no próximo pregão (17) acima do fechamento desta segunda poderá ser um forte indício de confirmação deste padrão de reversão.

Os indicadores IFR (Índice de Força Relativa) e o Histograma MACD desta ação apóiam um provável movimento de alta neste ativo. Resistência no gap de baixa em $49,72 e em seguida na média móvel exponencial de 13 dias, em torno dos $50,00.

Vamos acompanhar de perto o próximo pregão. Até breve!

14.06.2008 | 0:31

Análise da Semana: 09 a 13/06

Publicado na(s) categoria(s) Análises Semanais, Fluxo dos Investidores, Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

Gráfico Semanal

O Ibovespa encerrou a semana com desvalorização de 3,7%, um pouco acima dos 67.000 pontos. No mês a queda já é de 7,42%. O candle desta semana sinaliza a maior probabilidade de ocorrer o teste do suporte em 66.528 pontos, proporcionado pelo antigo topo histórico.

Além deste suporte há também outro em 66.005 pontos, proporcionado pelo topo da semana de 25 a 29/02. Neste patamar ou um pouco mais abaixo aumenta-se as chances dos touros (compradores) entrarem em ação, principalmente após uma grande correção da maioria das ações em tendência de alta.

Gráfico Diário

Enquanto o IBOV fechou a sexta-feira (13) em leve baixa de 0,17%, as bolsas de valores na “matriz” fecharam em alta. A seguir o desempenho dos principais índices dos EUA:

  • Dow Jones +1,37%
  • S&P 500 +1,5%
  • Nasdaq +2,09%

O candle desta sexta possui a formação de um doji, o que representa uma certa indecisão do mercado próximo ao importante suporte em 66.528 pontos. Além deste há também a média móvel de 65 períodos e a máxima do topo do dia 28/02 em 66.005 pontos.

Um fechamento acima de 68.061 (máxima do dia 11) representará um sinal de alta no IBOV e a probabilidade de ocorrer um movimento de alta, corrigindo a queda dos últimos dias.

Investidores Estrangeiros

O estrangeiros continuam saindo da Bovespa. No dia 11 as vendas superaram as compras em R$ 1 bilhão, aumentando o saldo negativo do mês de junho para R$ 4,5 bilhões. Até quando vai esta pressão vendedora? As ações já estão entrando em “liquidação” (risosss). A VALE5 já está com uma desvalorização de 21% em 18 dias de pregão e olha que ainda pode até chegar em torno de $44,80. É ficar atento ao big money, pois o rastro de uma reação de uma forma ou de outra fica no gráfico.

A seguir a participação dos investidores na Bovespa, referente ao mês de junho até o dia 11.


Tenha um excelente final de semana. Até breve!

11.06.2008 | 22:10

Na marca do penalti

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

IBOV

No quarto dia (11) consecutivo de queda o Ibovespa encerrou o pregão com desvalorização de 1,45%. O fechamento do foi abaixo dos 67.000 pontos, a um passo dos 03 importantes suportes:

  • 66.528 – antigo topo histórico;
  • 66.209 – média móvel de 65 dias; e
  • 66.005 – máxima do topo do dia 28/02.

Em 10 dias de pregão o índice caiu mais de 7.000 pontos, representando praticamente uma desvalorização de 10%. No mês já temos uma queda de 8%.

Qual será o ponto em que os estrangeiros voltarão a entrar em ação, ou seja, comprar mais do que vender? Apesar de haver ainda espaço para queda, por exemplo até o suporte em 63.825 pontos, o mercado encontra-se sobrevendido. O indicador Clímax mostra que o índice está sobrevendido e que já houve um sinal de fundo (reação) nesta região, conforme mostra a figura abaixo.


A seguir o indicador Clímax das 15 ações mais negociadas no Ibovespa em 2007 que também sinaliza uma reversão na região sobrevendida.


O cenário está bem interessante para compras de curto prazo e para colocar mais ações na carteira de longo prazo.

VALE5

As ações preferenciais da Vale tiveram mais um dia (11) de queda (2,1%), fechando a $47,60. A mínima do dia foi de $47,57, apenas 02 centavos acima do gap de alta do dia 26/03 que ainda não foi fechado. Provavelmente o mesmo será fechado no próximo pregão (12).

Será que os touros (compradores) entrarão em ação neste suporte ou um pouco abaixo dele? A queda de 20% em menos de um mês é convidativa para os interessados em comprar esta ação.

Vamos acompanhar de perto o comportamento do próximo pregão dos namorados (12)…risosss.

Até breve!

11.06.2008 | 1:47

IBOV e VALE5 – Quase lá…

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

Ibovespa

O IBOV nesta terça-feira (10) fechou abaixo do suporte (68.673) destacado na análise anterior. O próximo suporte importante agora está em 66.528, antiga resistência histórica. Após este há também os seguintes suportes:

  • LTA (linha de tendência de alta) de curto prazo, desde o fundo do dia 23/01;
  • média móvel de 65 dias; e
  • 66.005 – máxima do dia 28/02 (topo).

Enfim, na faixa dos 66.000 aos 67.000 pontos poderemos ter uma boa pressão compradora.

VALE5

A VALE5 fechou o dia (10) em queda expressiva de 4,1%. O fechamento em $48,62, abaixo de 03 suportes ($50,05, $49,01 e $48,73). A maior probabilidade neste momento é a de ocorrer o fechamento do gap de alta do dia 26/03, ou seja, testar o suporte em $47,55. Ao chegar neste valor teremos praticamente 20% de queda nesta ação em torno de 17 dias.

Além deste suporte há também a LTA que foi traçada a partir do fundo do dia 16/08/2007. É realmente um ponto interessante para compra. Um sinal de alta neste patamar será o primeiro indício de uma possível recuperação deste ativo para retornar a testar a casa dos $50,00.

Até breve!

10.06.2008 | 1:02

VALE5 – Se segurando acima dos 50,00

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

Nesta segunda-feira (09) a VALE5 fechou em baixa de 1,74%, cotada a $50,70. A ação testou os suportes abaixo e não conseguiu fechar abaixo deles:

  • $50,05 – mínima do dia 25/04 (fundo)
  • $50,00 – valor redondo (suporte psicológico)

Caso a VALE5 consiga fechar abaixo dos $50,00, provavelmente haverá força para levar esta ação a fechar o suporte em $47,55, proporcionado pelo gap de alta do dia 26/03. Se chegar neste patamar a queda desde a máxima histórica ($59,22) será de praticamente 20%, um ponto bem interessante para quem deseja entrar nesta ação.

Até breve!

06.06.2008 | 2:09

Commodities em forte alta

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Mercado, Petrobras, Vale, por Dalton Vieira

Nesta quinta-feira (05) as commodities após dias de correção tiveram um forte alta. O principal índice das commodities (CRB) subiu 2,25% e o barril do petróleo (WTC) teve alta expressiva de 4,6%. A seguir os gráficos diários:

Índice CRB – Commodities
Petróleo – WTC


Ibovespa

No embalo das commodities o Ibovespa fechou o dia em forte alta de 3,69%, a maior desde o início de maio/08. A alta reverteu a maior probabilidade baixa deixada pelo último candle (04), voltando a fechar acima dos 71.000 pontos e da média móvel exponencial de 13 períodos (MME13). A próxima resistência está na casa dos 72.000 pontos.

Oportunidades

Na análise anterior mencionei o cenário de oportunidades, as chamadas liquidações do mercado. Estes momentos são excelentes para adicionar ações na carteira de longo prazo e também realizar algumas operações de curto prazo.

A PETR4 que comentei nas últimas análises teve um ótimo desempenho no dia fechando com alta de 5,04% a $47,56, acima da resistência do gap de baixa em $47,37. Próximas resistências para este ativo estão em torno de $48,30 (MME13) e $49,70 (máxima do dia 03/06).

A VALE5 foi outra que também comentei na análise do dia 03, a qual destaquei a possível região de suporte para ocorrer uma força compradora (texto abaixo).

Assim como a PETR4, se este ativo entrar na casa dos $50,00 teremos uma queda em torno de 14,6% a partir do topo histórico ($59,22) do dia 19/05. Enfim, abaixo dos 52,00 até os 50,00 os touros provavelmente entrarão em ação.
Texto retirado da análise do dia 03

Uma ação que também está interessante devido ao seu bom cenário de alta é a ALLL11. O único problema é o tamanho do stop loss, em torno de 10%. É bom acompanhar de perto o possível rompimento da resistência de $24,38, pois pode valer uma entrada caso venha a ocorrer com um bom volume.

Até breve!

 Página 469 de 476  « Primeira  ... « 468  469  470  471 » ...  Última »