Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Vale

23.08.2007 | 10:57

VALE5 – Gap de alta

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

Ontem, dia 22/08, no gráfico diário (figura ao lado) a VALE5 abriu um gap de alta e fechou na máxima do dia. Alta forte de +5,48%. O bom volume de negociações aumenta a probabilidade de ocorrer o teste da importante zona de resistência proporcionada pela média móvel de 65 períodos, gap de baixa ($76,80) e linha de tendência de baixa (LTB).

Para ocorrer a quebra dos topos e fundos descendentes, consequentemente da tendência de baixa, tem que ocorrer o rompimento do topo em $80,29. O sinal ruim neste momento para o atual movimento de alta seria o fechamento abaixo do suporte ($70,87) proporcionado pelo gap de alta.

Até breve!

19.08.2007 | 12:20

Principais ações – Cenário desfavorável para compra

Publicado na(s) categoria(s) Gerdau, Petrobras, Usiminas, Vale, por Dalton Vieira

Analisando o gráficos de alguns dos principais ativos da Bovespa após o fechamento desta semana, não vejo ainda um cenário favorável para comprar estes ativos. Vejam os pontos que destaco como negativos, no gráfico Diário, para operações de compra:

1. Rompimento da linha de tendência de alta;
2. Quebra da tendência de alta, ou seja, rompimento do suporte proporcionado pelo fundo que antecedia o último movimento de alta;
3. Topo e fundos descendentes;
4. Volume de negociações na queda foi muito forte. Consequentemente o OBV (on balance volume) está distribuindo (baixa);
5. Preços abaixo da média móvel de 65 períodos, que funciona como rastreador de tendência.

Veja abaixo o gráfico Diário dos ativos analisados:

PETR4

VALE5

GGBR4

USIM5


No gráfico semanal o fechamento também sinaliza o controle do ursos (vendedores). Os preços passaram para baixo da médio móvel de 13 períodos, após ficarem um bom tempo acima.

Somado aos sinais gráficos desfavoráveis para operações de compra, temos a incerteza do mercado se a crise de crédito atual afetará o crescimento econômico. Veja abaixo o comunicado do FED – Banco central americano e tire suas conclusões:

As condições do mercado financeiro se deterioraram, e condições de crédito mais apertadas, bem como o crescimento da incerteza, têm o potencial de restringir o crescimento econômico, no futuro. Nessas circunstâncias, embora alguns dados recentes sugiram que a economia tenha continuado a se expandir em ritmo moderado, o Comitê Federal de Open Market considera que os riscos de redução no crescimento se elevaram consideravelmente.

O comitê está monitorando a situação e está preparado para agir da maneira necessária a mitigar os efeitos adversos que as perturbações nos mercados financeiros podem gerar para a economia. Votaram em favor do comunicado: Ben S. Bernanke, presidente; Timothy F. Geithner, vice-presidente; Richard W. Fisher; Thomas M. Hoenig.

Nada melhor do que aguardar pacientemente um cenário melhor para retornar aos investimentos em ações e aumentar a exposição ao risco.

Obs.: Para quem gosta de realizar operações intraday, a alta volatilidade e a zona de suporte em que está a maioria dos gráficos favorecem estas operações curtíssimas de compra.

Tenha um bom domingo. Até breve

16.08.2007 | 9:44

Sem sinais de melhoria no mercado de crédito

Publicado na(s) categoria(s) Gerdau, Petrobras, Usiminas, Vale, por Dalton Vieira

Crédito volta a abalar mercados da Ásia e ações caem
HONG KONG (Reuters) – As bolsas de valores da Ásia fecharam com fortes quedas nesta quinta-feira e o indicador que reúne os mercados da região registrou a maior baixa diária desde os ataques contra os Estados Unidos em setembro de 2001. Aumento das tensões sobre um aperto global de crédito arrasou com o apetite dos investidores por ativos arriscados.

Investidor procura refúgio com bola de neve de queda de ações
LONDRES (Reuters) – As bolsas de valores da Europa iniciaram o dia em baixa, o iene subia, os rendimentos dos bônus dos governos caíam e todas as medidas de risco refletiam a aversão dos investidores nesta quinta-feira, em meio a um agravamento das preocupações com o crédito global.

Por aqui o movimento dos investidores não foi diferente no pregão de ontem, dia 15/08. Tivemos fortes candles de baixa com altíssimo volume de negociações em diversos ativos.

Percebam nos gráficos abaixo, de alguns dos principais ativos da Bovespa, que todos estão abaixo da média móvel de 65 períodos (mm65) e com topos e fundos descendentes. Vejam também o que ocorre com os preços, ao fecharem abaixo do suporte proporcionado pela mm65 (linha cinza).

PETR4

VALE5

USIM5

BBDC4

GGBR4


Até breve!

16.08.2007 | 8:42

VALE5 – Quebra da tendência de alta

Publicado na(s) categoria(s) Vale, por Dalton Vieira

No gráfico Diário (figura ao lado) após a VALE5 fechar abaixo do importante suporte em $75,10, o preço despencou! Por que um importante suporte? Porque era o suporte proporcionado por uma antiga resistência de 03 topos, destacados com a letra T.

A forte queda de hoje, dia 15/08, significa a quebra da tendência de alta neste tempo gráfico e com um altíssimo volume de negociações, o que intensifica o rompimento do suporte em $68,78. Agora há um suporte próximo em $66,85, proporcionado pela máxima do topo do dia 22/02. Enfim, por enquanto o cenário nesta ação não é bom para realizar operações de compra de curto a médio prazo.

Até breve.

09.08.2007 | 15:17

E agora?

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

Qual seria um sinal ruim para a continuidade do movimento de alta dos últimos 03 dias do Ibovespa?

Na minha opinião, o sinal ruim ocorreria se no pregão de hoje, dia 09/08, houver um fechamento abaixo da mínima (53.803) do forte candle de alta de ontem. Por quê? Porque após bons sinais dos touros (compradores) nos últimos dias, destacados na análise “Probabilidade de alta confirmada“, o menos provável seria um fechamento inferior a mínima de um grande candle de alta. Além disso, este fechamento retornaria o IBOV para baixo da média móvel de 65 períodos (mm65).

Enfim, são dois suportes relativamente importantes (53.803 pontos e mm65) para o movimento de alta atual. No caso da VALE5, o sinal ruim seria um fechamento abaixo do gap ($78,60).

Hoje está sendo um grande sinal de que a volatilidade deverá nos acompanhar por mais um bom tempo. Por isso, a pergunta do título “E agora? “, até que ponto a turbulência no mercado imobiliário norte-americano vai segurar a possível retomada do movimento de alta do Ibovespa, após os bons resultados nos balanços trimestrais das empresas?

Até breve!

08.08.2007 | 18:58

Probabilidade de alta confirmada

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Vale, por Dalton Vieira

Hoje, dia 08/08, o dia foi novamente dominado pelos touros(compradores). Impulsionado basicamente pelos mesmos motivos destacados na notícia abaixo, o Ibovespa fechou o dia em forte alta de +2,67%.

Mercado de ações europeu chega ao maior patamar em duas semanas

FRANKFURT (Reuters) – O principal índice das ações européias fechou nesta quarta-feira no nível mais alto em duas semanas, impulsionado por lucros corporativos e pelos ganhos em Wall Street após o comentário do Federal Reserve de que há crescimento econômico nos Estados Unidos que justifique a preocupação com a inflação.
Notícia na íntegra – Reuters

Na análise anterior, “Confirmação do padrão de reversão“, destaquei os sinais de alta do IBOV e VALE5 em importantes suportes, 52.627 pontos e $75,10, respectivamente. Em relação ao suporte do Ibovespa, na análise “Segue a forte volatilidade” mencionei:

É a segunda vez que oscila abaixo deste valor, mas não consegue fechar abaixo. Este fato torna este suporte importante para uma possível continuidade ou reversão deste movimento de baixa.

No gráfico Diário (figura ao lado) podemos observar que o fechamento de hoje é superior a resistência em 54.690 pontos. Há 04 pontos importantes no pregão de hoje que aumenta consideravelmente a probabilidade do rompimento da próxima resistência em 55.998 pontos. São eles:

1. Retorno do IBOV para cima da média móvel de 65 períodos (resistência);
2. O rompimento da resistência em 54.690 pontos, com um excelente fechamento (maior do que o da semana passada);
3. Ótimo volume;
4. Nova máxima no OBV (on balance volume), que já estava acumulando (alta).

Enfim, o cenário atual mostra os touros como grupo dominante, ou seja, no controle da situação. O fechamento acima de 55.998 pontos confirmaria ainda mais este controle.

A VALE5 também teve uma forte alta de +2,76%. No gráfico Diário (figura ao lado) houve um gap de alta, onde o preço de abertura de hoje foi superior a máxima do de ontem. Durante o dia, não ocorreu nenhuma negociação a $78,60, o que fecharia o gap. Desta forma, o valor de $78,60 torna-se um suporte para o movimento de alta atual. Após o ótimo fechamento e o bom volume de negociações desta ação, a maior probabilidade é a de ocorrer o teste da resistência em $81,10.

O rompimento e o fechamento acima desta resistência quebraria a sequência de topos e fundos descendestes da VALE5, o que seria um sinal ainda melhor para os comprados.

Obrigado pela leitura. Até breve!

 Página 473 de 474  « Primeira  ... « 471  472  473  474 »