Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

22.10.2009 | 9:30

Conjuntura da alta do Ibovespa

Publicado na(s) categoria(s) Artigos, Espaço Aluno, Fluxo dos Investidores, por Aluno

bolo_aniversarioHá exatamente 1 ano, em 21 de outubro de 2008, tive meu primeiro artigo postado pelo Dalton aqui no site. Antes tinha uma participação ativa nos comentários das análises dele, mas a partir deste momento passei a enviar análises próprias, o que vem reforçando meu aprendizado sobre análise técnica e, principalmente, melhorando minha leitura do mercado.

Por saber na prática os benefícios desta atividade de efetuar as próprias análises e interagir com os demais leitores, sugiro fortemente que vocês façam uso do Espaço Aluno! E pra comemorar o primeiro aniversário do meu “début”, resolvi fazer uma releitura do cenário do Ibovespa, de forma a reiterar as ideias e cenários mencionados na análise do ano passado, atualizando-as de acordo com o momento atual dos mercados.

No artigo anterior, o cenário das bolsas mundiais era de pânico e medo com a eclosão da crise. Citei que o predominante no Brasil era a incerteza quanto à demanda para empresas exportadoras, já que os fundamentos das empresas nacionais estavam sólidos (ao contrário dos bancos americanos, por exemplo).

Aqui, a queda no mercado acionário não foi nada de bolha especulativa, nem uma sensação de que as ações haviam subido demais e estavam supervalorizadas. As cotações das ações das empresas listadas na Bovespa caíram devido à incerteza quanto ao futuro. Não só caíram: o IBOV despencou cerca de 60% em 6 meses.

Mas será que a incerteza justifica uma correção tão acentuada? Não faria mais sentido se a correção fosse menos aguda e menos intensa? Além da irracionalidade do mercado, citei que os estrangeiros estavam batendo em retirada dos mercados emergentes para cobrir rombos nas suas economias de origem.

Uma prova de que aquele movimento de queda vertiginosa de 2008 não fazia sentido é o fato de, um ano depois, o IBOVESPA estar muito próximo do nível pré-crise. Muitos perguntam se essa subida de mais de 120% em um ano não seria um absurdo, uma irracionalidade análoga ao que houve na queda. Na minha opinião, não.

Penso isso justamente porque os motivos da queda estão se mostrando infundados no longo prazo, e por isso as nossas maiores empresas saíram fortalecidas da crise. O que corrobora com esta teoria é o fato de os índices das bolsas do primeiro mundo também estarem em recuperação, mas nada comparado à Bovespa. O Dow Jones, por exemplo, subiu “apenas” 50% desde seu fundo, sendo que as principais empresas norteamericanas são os bancos e grandes montadoras, justamente as empresas que mais foram postas em xeque com a crise.

Desde que o IBOV estava na casa dos 58 mil pontos já se fala numa correção um pouco maior para o índice. Nos 62 mil, essa correção era iminente. Agora, entre os 66/67 mil pontos, não faltam motivos para que o IBOV caia consideravelmente antes de voltar a subir. E por qual razão, então, o índice continua superando resistências mesmo estando bastante sobrecomprado? Justamente o fluxo de capital estrangeiro!

Quem acompanha diariamente a divulgação da relação entre SIE e IBOV aqui no site sabe perfeitamente do que estou falando. Sendo os estrangeiros os principais players da Bovespa e estando eles atuando tão fortemente na ponta compradora, não poderíamos esperar um resultado diferente…

Fernando Maiola

6 Comentários

Assine os feeds dos comentários deste post

  1. Érica Porfírio disse:

    Olá Fernando..

    Eu já to aqui pensando em algum jeito de provocar outra crise nos USA pra petrobrás voltar pros 17,00!!! hahahaha!
    Quem sabe daqui a 10 anos com outra bolha =D

    Nos resta ficar atento com o impacto que esta nova regra de taxação dos investidores estrangeiros trará para o índice.

    Adorei seu post e Parabéns pelo aniversário de 1 ano de Dalton!!!
    \o/

    Grande abraço,
    Érica Porfírio.

  2. Marcello disse:

    Parabéns Dalton

    primeiro ano (de glória) , de muitos no futuro !

  3. Dalton Vieira disse:

    Olá Fernando,

    Obrigado pela constante colaboração neste espaço de muita aprendizado. Parabéns!

    Marcello,

    Obrigado! Quem está realmente fazendo um ano no blog é o Fernando Maiola. :-)

    Grande abraço.

  4. Marcello disse:

    Parabéns a ele tb !
    dalton, vc voltou a usar o Profit ?
    Gostei da mudança , mas kd o Lad e o parceiro inseparável dele ?
    Valeu garoto !

  5. Dalton Vieira disse:

    Olá Marcello,

    Usei excepcionalmnente na análise da segunda-feira. O mesmo não tem a LAD e o Clímax.

    Grande abraço.

  6. Marcello disse:

    A partir de hoje , eu tb estou aderindo a Nelogica ( Profit ) , vou fazer uma degustação , será q vale mesmo a pena (para uso intraday) … abs e até + …

Deixe seu comentário

  • Para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual comentou.
  • Para pedidos de parceria utilize o formulário de contato.
  • Comentários que deixam a impressão de divulgação de outro site através do fornecimento de links serão excluídos.