Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

24.06.2019 | 16:38

Entenda as demonstrações contábeis: Balanço Patrimonial

Publicado na(s) categoria(s) Análise Fundamentalista, por Arthur Constancio


Hoje iremos falar sobre um importante conjunto de ferramentas para o investidor analisar uma empresa: As demonstrações contábeis.

Principais Demonstrações
As demonstrações contábeis têm por função ilustrar a posição patrimonial da empresa. As três principais demonstrações são:

  • o balanço patrimonial;
  • a demonstração de resultado; e
  • a demonstração de fluxo de caixa.

Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial é conhecido como a foto da empresa. Ele sempre reflete a posição patrimonial da empresa no último dia do exercício. Sendo assim, considerando que a empresa fecha seu ano contábil no dia 31 de dezembro, o balanço patrimonial deve conter a exata posição da empresa nessa data.

Ativo
A divisão do balanço conforme conhecemos é feita em duas partes. Do lado esquerdo estão os ativos, recursos controlados pela empresa, do qual se espera obter benefício futuro. São exemplos de ativo:

  • o caixa da empresa;
  • os estoques;
  • contas a receber;
  • investimentos; e
  • imobilizados.

Passivo
Do lado direito do BP estão o passivo e o patrimônio líquido. O passivo é uma obrigação da empresa, sendo que sua liquidação resulta em uma saída de recursos da companhia. São exemplos de passivo:

  • as contas a pagar para fornecedores;
  • salários a pagar;
  • impostos a pagar; e
  • financiamentos.

Patrimônio
Por último temos o patrimônio líquido, que em teoria é o que sobraria para os sócios no caso da liquidação dos ativos e passivos. Dentro do PL está o capital social, que foi o dinheiro aportado na empresa no momento de sua abertura, as reservas de lucro e reserva legal, por exemplo. Quando adquirimos uma ação, estamos comprando uma pequena parte do capital social de uma empresa.

A soma de todos os passivos com o patrimônio líquido, tem que ser igual à soma de todos os ativos. Isso acontece por conta de o lado direito do BP ser o lado da origem de recursos, seja dos sócios, no momento da integralização de capital, seja de terceiros, através de dívidas contraídas pela empresa.

O lado esquerdo representa onde o recurso captado com sócios e credores foi aplicado. A estrutura de capital da empresa é dado pela proporção de passivos e patrimônio que ela tem.

A priori pode se pensar que uma empresa sem nenhum passivo é melhor do que uma empresa com algum passivo. No entanto, se bem administrada, a dívida pode ser benéfica para a empresa, pois dá a ela capital para trabalhar dentro de sua estratégia. Além disso, existe benefício fiscal em se contrair dívida. Mas esse é um assunto para um outro artigo.

No próximo artigo falarei sobre outra demonstração contábil, a do resultado do exercício.

Deixe seu comentário

  • Para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual comentou.
  • Para pedidos de parceria utilize o formulário de contato.
  • Comentários que deixam a impressão de divulgação de outro site através do fornecimento de links serão excluídos.