Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

15.07.2019 | 12:13

Entenda as demonstrações contábeis: DRE

Publicado na(s) categoria(s) Análise Fundamentalista, por Arthur Constancio


Se o balanço patrimonial é a foto da empresa no último dia de seu exercício contábil, a DRE é conhecida como filme, uma vez que mostra o resultado da empresa naquele período.

DRE – Demonstração de Resultado do Exercício

A primeira linha da DRE é a receita bruta, da qual se obtém a receita líquida ao subtrair os impostos e devoluções. A receita líquida já é mais importante do que a receita bruta, uma vez que não há como fugir dos impostos de venda e devoluções geralmente representam uma parte muito pequena da receita.

Chegamos ao lucro bruto ao subtrair da receita líquida o custo dos produtos vendidos. O CPV é o custo que a empresa teve com aquisição de matéria prima, transporte, mão de obra, energia elétrica e mais diversos itens que podem ser incorporados ao custo de se produzir um produto.

Após fazermos a dedução das despesas operacionais e dos resultados de equivalência, que são participações que a sua empresa pode deter em outras empresas, chegamos ao lucro operacional do negócio.

O lucro operacional mostra como as operações da empresa se comportaram naquele período. Ele pode subir ou cair por diversos motivos. A análise operacional do negócio é de extrema importância.

DRE – Avaliando o resultado

A empresa vendeu mais ou praticou maiores preços? O custo dos produtos subiu ou caiu? Ela teve muitos gastos com sua equipe de vendas? Os planos de melhoria de eficiência começaram a dar resultado e por conta disso as despesas operacionais caíram?

Essas são só algumas das perguntas que se deve fazer ao analisar parte operacional da empresa. Em um outro artigo tratarei melhor sobre a análise propriamente dita das demonstrações contábeis.

Seguindo na explicação da DRE, após chegar ao resultado operacional da empresa, devemos calcular o resultado financeiro, que é obtido por receitas financeiras – despesas financeiras. As receitas são oriundas de juros de investimentos financeiros que a empresa pode ter, enquanto que as despesas são o pagamento de juros por conta dos financiamentos da empresa.

Após somar o resultado financeiro ao resultado operacional, chegamos ao LAIR, lucro antes do imposto de renda, de onde obtemos ao lucro líquido após a aplicação da alíquota de imposto de renda.

No próximo artigo, conheceremos mais sobre a demonstração de fluxo de caixa. Além disso, falarei sobre o processo de divulgação em si, com a periodicidade que a empresa divulga seus resultados, onde ocorre a divulgação e por fim, falarei sobre a conferência de resultados da empresa.

Deixe seu comentário

  • Para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual comentou.
  • Para pedidos de parceria utilize o formulário de contato.
  • Comentários que deixam a impressão de divulgação de outro site através do fornecimento de links serão excluídos.