Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

18.03.2008 | 23:16

Fed corta 0,75% e IBOV sobe 3,2%

Publicado na(s) categoria(s) Gol, Ibovespa, Tam, por Dalton Vieira

No dia em que o FED cortou a taxa de juros dos EUA em 0,75 ponto percentual, levando-a para 2,25%, o Ibovespa teve uma forte alta de 3,2%. O fechamento em 61.932 pontos, na máxima do dia, praticamente anulou a queda do dia anterior.

Fed corta juro em 0,75 ponto e balanço de bancos ajuda

WASHINGTON/NOVA YORK (Reuters) – O Federal Reserve cortou nesta terça-feira a taxa de juro em 0,75 ponto percentual, dando fôlego aos mercados de Wall Street que já repercutiam positivamente os resultados acima do esperado de importantes bancos de investimentos.

A ação do Fed, por 8 votos a 2, é parte de um intenso esforço do banco central para evitar uma recessão e o colapso dos mercados financeiros. O movimento do Fed levou a taxa básica de juro norte-americana a 2,25 por cento, menor nível desde fevereiro de 2005.

“Os mercados financeiros se mantêm sob considerável estresse, e as condições apertadas do crédito e a queda mais forte no setor imobiliário devem pesar sobre o crescimento econômico nos próximos trimestres”, apontou o Fed.

As bolsas de valores nos EUA e na Europa também tiveram um ótimo desempenho. Veja no quadro a seguir:


Gráfico Diário

O grande candle de alta com fechamento na máxima do dia e acima da média móvel de 65 períodos, aumenta a probabilidade do Ibovespa testar a resistência em torno dos 63.000 pontos. Agora vamos ver se a força dos touros de hoje (18) impulsionará um fechamento acima dos 63.000 ou então dos 62.367 pontos (fechamento do dia 11).

Oportunidades

Mais uma vez os momentos de crise e tensão no mercado revelaram boas oportunidades de compra. Os destaques foram para as ações da GOLL4 (+7,94%) e TAMM4 (+8,2%), ambas do castigado setor aéreo. Estas duas ações deram um bom sinal de alta ontem (17) após desvalorização superior a 30% em praticamente 01 mês.

A GOLL4 tende no curto prazo a testar a resistência em $30,26, proporcionada pelo antigo suporte (mínima do dia 22/01). Já a TAMM4 tende a testar as resistências em $34,65 (mínima do dia 21/02 – fundo anterior) e $34,75 (mínima do dia 06 – gap de baixa).

Agora é monitorar até onde vai a reação dos touros (compradores) para ir ajustando o stop de proteção.

Até breve!

Deixe seu comentário

  • Para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual comentou.
  • Para pedidos de parceria utilize o formulário de contato.
  • Comentários que deixam a impressão de divulgação de outro site através do fornecimento de links serão excluídos.