Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog

09.06.2019 | 13:15

Análise fundamentalista: Uma mentalidade de longo prazo

Publicado na(s) categoria(s) Análise Fundamentalista, por Arthur Constancio


Já sabemos que ao comprarmos uma ação, estamos comprando uma pequena parte de uma empresa. Quando a abordagem é técnica, isso tem pouca importância, pois estamos interessados nos movimentos de preço x tempo. Na análise fundamentalista, isso tem uma grande relevância, pois define a qualidade de um investimento.

Os ciclos empresariais são bem longos, ao passo que qualquer ação que a empresa tome, demora um tempo até que gere resultado. Indo para um exemplo prático, a Natura fez recentemente uma mudança estratégica, deixando de ser uma empresa que atuava apenas na venda direta de cosméticos, passando a ter também lojas físicas.

Essa mudança estratégica demora algum tempo até que gere resultados, uma vez que a empresa tem que aprender a trabalhar nesse esquema de vendas, as lojas precisam ser reformadas para entrarem em funcionamento.

Depois que as lojas entram em funcionamento, existe um período até a maturação dessas lojas de aproximadamente três anos. Nesse meio tempo, há o lançamento de alguns produtos e existem mudanças na gestão da empresa. São diversos fatores para que a empresa atinja a maturidade nessa nova estratégia e ela comece a dar resultados.

Sendo assim, diferentemente da análise técnica, onde se pode ter abordagens de curto, médio e longo prazo, a depender da forma de se analisar os gráficos, ao analisarmos a empresa com base em seus fundamentos, o investimento tem por obrigatoriedade que ser longo prazo. Se a empresa demora cinco anos para pensar e colocar em prática uma mudança estratégica, não podemos investir nela pensando em apenas um ano.

Podemos citar por exemplo o caso da Brasil Capital, fundo de ações, que já carrega ações da Cosan há aproximadamente 10 anos. Isso não quer dizer, no entanto, que você vá investir em qualquer companhia por um longo período de tempo. Por diversas razões, o investimento pode ser encerrado no curto prazo, seja por uma mudança estrutural, seja por uma alta expressiva das ações ou outro motivo que o faça encerrar sua relação com aquela companhia. O importante é saber que o investimento deve ser pensado para o longo prazo.

Dicas iniciais

Estamos iniciando nosso trabalho sobre análise fundamentalista. Para que possamos sempre evoluir como investidores, darei algumas dicas que ajudam a ter sucesso no mundo de renda variável.

A primeira coisa é sempre ler muito. É de extrema importância estar sempre antenado no que está acontecendo no ambiente macro e também nos aspectos que influenciam a sua ação. Não basta saber apenas o que está acontecendo na política, é necessário estar por dentro das disrupções que estão acontecendo na economia, bem como das notícias internacionais.

É sempre importante lembrar que no final do dia, estamos investindo em empresas e que os ciclos empresariais podem ser mais longos do que gostaríamos que fossem.

Vale também dizer que iremos errar. Fuja de uma pessoa que diz que nunca errou ao investir. Podemos fazer projeções errôneas, errar na avaliação do time de gestão, podemos cometer qualquer erro na análise da empresa e isso é normal. O importante é saber onde se está cometendo o erro, aprender com ele e principalmente, ter uma boa gestão de portfólio. Como já dizia Howard Marks, ilustre gestor da OakTree Capital, no mundo das ações, “Para ter sucesso, você precisa primeiro sobreviver.”

Conclusão

No próximo artigo entraremos de fato na análise fundamentalista, quando abordaremos as demonstrações contábeis. Fique a vontade para deixar seus comentários que eu os responderei.

Deixe seu comentário

  • Para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual comentou.
  • Para pedidos de parceria utilize o formulário de contato.
  • Comentários que deixam a impressão de divulgação de outro site através do fornecimento de links serão excluídos.