Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Médias Móveis

Médias Móveis – Aprenda como utilizá-las para auxiliar suas operações

Entenda o indicador mais versátil da Análise Técnica, quais são suas principais características e como usá-las a favor das suas operações.

Stops de oscilação e fechamento

Stops de oscilação e fechamento – Conheça as vantagens e desvantagens

Qual destas opções de stop possibilita automatizar a saída de uma operação malsucedida? Saiba também o que é o violino e como evitá-lo. Assista!

Linha de Tendência de Baixa

Linha de Tendência de Baixa – O que é e quais são seus sinais gráficos

Saiba como traçar a LTB no gráfico de um ativo em tendência de baixa. Descubra também quais são os sinais gráficos obtidos ao usar a LTB. Assista!

Ombro Cabeça Ombro

Ombro Cabeça Ombro – Saiba como identificar e tirar proveito

Saiba o que é, como identificar no gráfico e tirar proveito operacionalmente desta figura de reversão. Assista!

Liquidez

Liquidez – Qual sua importância no mercado de ações

O que é Liquidez? Como rastrear a liquidez de um ativo? Conheça a sua importância e a lista dos ativos mais líquidos. Assista!


Blog

23.01.2008 | 0:34

Investidores Estrangeiros – Batendo em retirada

Publicado na(s) categoria(s) Fluxo dos Investidores, por Dalton Vieira

Os investidores estrangeiros começaram o ano de 2008 vendendo mais do que comprando. Até o dia 18/01 só teve um dia em que as compras superaram as vendas. Resultado, o saldo dos investidores estrangeiros (SIE) na bolsa no mês de janeiro (até o dia 18) está negativo em R$ 3,97 bilhões.

Nas primeiras 03 semanas de 2008 o volume de vendas dos estrangeiros foi crescente. Veja o resultado do SIE de cada semana:

  1. 02 a 04/01 – R$ 305,9 milhões;
  2. 07 a 11/01 – R$ 1,57 bilhão;
  3. 14 a 18/01 – R$ 2,09 bilhões.

A seguir as tabelas contendo a participação dos investidores no volume total da Bovespa nas 03 semanas de janeiro.

fonte: site da Bovespa

Observe no gráfico semanal abaixo que o SIE mais uma vez antecipou a queda do Ibovespa quando ocorreu a divergência de baixa.


O gráfico seguinte (diário) mostra que a divergência entre o SIE e o Ibovespa ocorreu principalmente na segunda semana (07 a 11/01) de janeiro. Enfim, foi mais um alerta para os comprados apertarem os stops ou mesmo encerrarem as operações (compra) de curto prazo.


Até breve!

22.01.2008 | 23:50

FED – Bernanke aciona o plano "B"

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, por Dalton Vieira

No meio da semana passada Ben Bernanke, chairman do FED, acionou o plano “A” ao solicitar um pacote econômico rápido ao governo norte-americano. Em uma tentativa de ajudar a economia dos EUA e acalmar o mercado financeiro, Bush divulga o pacote na sexta-feira (18). Porém o tiro saiu pela culatra, as bolsas de valores dos EUA deram continuidade ao movimento de baixa registrando 4a queda consecutiva.

Para piorar os mercados na segunda-feira (21) despencaram, com exceção das bolsas de valores americanas que estavam fechadas devido ao feriado. Mais um sinal de que o tiro saiu pela culatra, ou seja, não agradou os investidores. Eis que entra em ação surpresa (extraordinária) o FED e aciona o plano “B” – corte da taxa de juros em 0,75 ponto percentual, deixando-a em 3,5%.

Fed corta juro dos EUA em ação emergencial

WASHINGTON (Reuters) – O Federal Reserve reduziu nesta terça-feira a taxa básica de juros dos Estados Unidos em 0,75 ponto percentual, o maior corte em mais de 23 anos, numa ação emergencial para sustentar a economia.

“É obviamente uma surpresa, mas parece que os mercados não podiam esperar o prometido corte do juro no final do mês e nem mesmo o Fed, dado o comportamento dos mercados nos últimos dias”, afirmou Kevin Logan, economista do Dresdner Kleinwort Wasserstein, em Nova York.

Este segundo “tiro” surtiu efeito em alguns mercados, como por exemplo na Inglaterra (FTSE 100) que fechou em alta de 2,9%. Por aqui o efeito inicial também foi bom com o índice Bovespa fechando o dia em alta expressiva de 4,45%, recuperando 2.300 dos 3.800 pontos da queda do dia anteiror (21). Por outro lado, as bolsas de valores nos EUA fecharam o dia em baixa.

O candle de alta desta terça-feira (22) aliado ao excelente volume financeiro aumenta a probabilidade de ocorrer o teste da resistência em 57.503 pontos, proporcionada pela máxima do dia 21. Após esta resistência há outras importantes. São elas:

  • 58.095 – mínima do dia 27/11;
  • 59.019 – média móvel de 13 períodos;
  • 59.414 – mínima do dia 18/12; e
  • 60.091 – mínima do dia 07/01.

É importante observar o comportamento do Ibovespa nesta zona de resistências, visando avaliar a disposição dos touros (compradores) no terreno dos ursos (vendedores). A atenção é válida principalmente para os investidores que entraram em compras de curtíssimo prazo, conforme mencionado em Oportunidades na análise anterior, pois nesta região pode surgir um novo sinal de baixa (o chamado “bater em retirada”).

Até breve!

22.01.2008 | 0:38

IBOV – Cadê o piso?

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, por Dalton Vieira

No dia (21) em que as bolsas de valores nos EUA estavam fechadas devido ao feriado Martin Luther King Day, os mercados pelo mundo despencaram. No clima de forte pessimismo em relação à economia norte-americana o Ibovespa abriu a semana com queda acentuada de 6,6%, a maior desde fevereiro de 2007.

Na Europa o estrago também foi grande. O principal índice de ações do continente (FTSEurofirst) caiu 5,79%. Esta foi a maior baixa desde 11 de setembro de 2001.

Juncker diz que Europa não descarta mais recessão nos EUA

BRUXELAS (Reuters) – A Europa não descarta mais uma recessão nos Estados Unidos que afetaria os países da região, mas isso não é razão para pessimismo, disse nesta segunda-feira Jean-Claude Juncker, chairman do Eurogroup.

“Nos últimos meses, descartamos a possibilidade de uma recessão nos Estados Unidos, mas eu acho que hoje não podemos mais descartar isso completamente.”

Gráfico Diário

O candle de baixa desta segunda-feira (21) superou facilmente, logo na abertura do pregão, o suporte em 55.566 pontos proporcionado pela máxima do dia 04/09 (topo). O fechamento em 53.709 pontos, próximo à mínima do dia, sinaliza uma nova mínima para o pregão desta terça-feira (22).

Em que ponto estará a reversão deste movimento de queda de quase 10 mil pontos em 07 dias? Na minha opinião o “piso” está em torno dos 52.000 pontos. Por quê? Porque coincide com uma série de suportes que estão destacados abaixo. Além disso, coincide com a projeção de baixa do rompimento do triângulo “simétrico”.

  • 52.652 – fechamento do dia 10/09;
  • 52.320 – mínima do dia 10/09 (fundo);
  • 52.179 – média móvel de 65 períodos no gráfico semanal;
  • 51.645 – fechamento do dia 28/08; e
  • 51.389 – mínima do dia 28/08.

Um ponto a se observar no gráfico acima é que o volume financeiro de hoje foi inferior ao dia anterior (18), provavelmente devido ao feriado nos EUA, mas pode ser um indício de que uma possível retração (movimento de alta) desta grande queda está próxima.

Oportunidades

Após grandes quedas como esta (10.000 pontos) é comum surgir boas oportunidades de compra. Estas oportunidades podem ser dividas em 02 tipos:

  1. Longo prazo (acima de 10 anos): Aproveitar o momento de “desconto” (queda) no preço das ações de boas empresas e adicionar lote(s) na carteira. Neste caso as compras seriam mais moderadas, pois há a possibilidade de efetuar novas compras a preços mais baixos;
  2. Curtíssimo prazo (02 a 04 dias): Avaliar detalhadamente as melhores oportunidades de reversão, cujo objetivo mínimo de ganho seja em torno de 10%. Neste caso o ideal é usar um volume financeiro que seja afetado levemente pelos custos operacionais, preferencialmente abaixo de 0,5%.

Vale ressaltar que esta é a minha opinião e que a mesma não representa uma dica de compra. A decisão de compra ou venda é exclusiva de cada investidor. Lembre-se sempre de fazer sua própria avaliação (análise) ao ler análises ou “dicas” de compra pela internet e principalmente de corretoras.

Estou querendo dizer que as análises na internet ou dos analistas das corretoras estão erradas? De forma alguma. No entanto, ao confiar em uma análise ou indicativo de compra sem antes passar pelos seus critérios de investimentos, você provavelmente estará desperdiçando uma excelente oportunidade de aprender. A seguir um texto que considero fantástico.

“Os investidores que seguem as dicas de algum corretor, que copiam o que os amigos estão fazendo ou que usam os jornais como principal fonte de informações sobre investimentos, são como rolhas que flutuam sobre as ondas do mar. Essas pessoas permitem que outros controlem sua ações e, assim, a culpa nunca é deles quando perdem dinheiro. Como conseqüência, nunca aprendem.”

Até breve!

21.01.2008 | 10:52

Bolsas de Valores na Ásia e Europa – Queda livre

Publicado na(s) categoria(s) Ibovespa, Mercado, por Dalton Vieira

Hoje (21) é feriado (Martin Luther King Day) nos EUA, logo as bolsas de valores por lá estarão fechadas nesta data. Por outro lado, as bolsas pelo mundo estão abertas e simplesmente despencando. Os ursos (vendedores) abriram a semana com muito apetite.

As bolsas asiáticas fecharam o dia (21) em forte baixa. No Japão (Nikkei) a queda se aproximou dos 4% (3,86%) e na China (Shangai Composite) foi superior a 5%. Para piorar a situação as bolsas de valores na Europa operam em forte baixa. Na Inglaterra (FTSE 100) a queda está em torno de 3,5% e na Alemanha (DAX 30) 5,2%.

O cenário muito ruim de queda livre e o forte sinal de baixa do gráfico semanal aumentam a probabilidade do IBOV abrir a semana testando o suporte por volta dos 55.500 pontos, confirmando assim a divergência de baixa da LAD muito bem destacada pelo Marcelo através de um comentário na análise semanal.

Até breve!

19.01.2008 | 0:53

IBOV – Análise da semana: 14 a 18/01

Publicado na(s) categoria(s) Análises Semanais, Ibovespa, por Dalton Vieira


Plano de Bush desaponta investidores e bolsas dos EUA caem

NOVA YORK (Reuters) – As bolsas de valores dos Estados Unidos caíram pelo quarto dia seguido nesta sexta-feira, para fechar a pior semana do índice S&P 500 em cinco anos com a preocupação de que o esforço da Casa Branca para impulsionar a economia possa não evitar uma recessão.

“O medo é de que o plano, e mesmo o Fed, possa não ter poder de fogo suficiente para reverter o caminho da recessão”, disse Richard Sparks, analista de ações da Schaeffer’s Investment Research, em Cincinnati.


Gráfico Semanal

Na análise da semana anterior (07 a 11/01) comentei:

“…observe no gráfico ao lado que o fechamento desta semana “respeitou” a resistência proporcionada pela média móvel de 13 períodos (MME13). Este é um sinal de fraqueza dos touros (compradores).”

Com a fraqueza dos touros e força do ursos (vendedores) o Ibovespa terminou a semana em baixa de 7,16%. O candle desta semana representa um forte sinal de baixa, pois o fechamento em 57.506 pontos foi abaixo de importantes suportes. São eles:

  • 60.091 – Mínima da semana anterior;
  • 59.414 – Mínima da semana de 17 a 21/12;
  • 58.292 – Máxima da semana de 16 a 20/07 (princípio da mudança de polaridade); e
  • 58.095 – Mínima da semana de 26 a 30/11.

Este candle aumenta a probabilidade de ocorrer na(s) próxima(s) semana(s) o teste da região de suporte que vai de 55.600 a 53.690. O que reverteria este sinal de baixa? Um fechamento acima da máxima desta semana (62.536) e da média móvel de 13 períodos, o que é menos provável.

Gráfico Diário

Nesta sexta-feira (18), divergindo das bolas de valores dos EUA, o Ibovespa fechou em alta de 0,82% e deu uma pequena “aliviada” no estrago deixado pela queda dos 03 últimos pregões. Como podemos observar no gráfico ao lado, o movimento de baixa rompeu e fechou abaixo de 03 suportes proporcionados por fundos anteriores (60.091, 59.414 e 58.095 pontos). Estes mesmos suportes serão resistências para um possível movimento de alta.

A maior probabilidade é do Ibovespa testar o suporte em 55.566, o que pode ocorrer após uma retração (alta) do atual movimento de baixa.

Longo Prazo

Momentos de forte baixa são bons para adicionar ações na carteira de longo prazo (10 a 20 anos). Porém é importante que esta adição não seja realizada em uma única tacada. O ideal ao meu ver é ir realizando compras em doses homeopáticas, aumentando o volume da dose com a continuidade da queda do Ibovespa.

A seguir as regiões de suporte que considero interessantes para reforçar a carteira de longo prazo.

  1. Em torno dos 55.500 pontos, pois coincide com suportes nos gráficos diário (máxima do dia 04/09), semanal (abertura e fechamento de algumas semanas justamente nesta região) e mensal (média móvel de 13 períodos);
  2. Em torno dos 52.300 pontos. Coincide com suportes nos gráficos semanal (média móvel de 65 períodos) e diário (mínima do dia 10/09); e
  3. Se continuar caindo… em torno dos 48.500 pontos. Importante suporte do gráfico semanal.

Para este perfil de investimento é muito importante investir em empresas de fundamentos com boas perspectivas de crescimento, até porque o objetivo é deixar na carteira por um longo período. “Casar” as duas análises (técnica e fundamentalista) é uma boa alternativa para selecionar boas opções.

Desejo um excelente final de semana a todos!

18.01.2008 | 14:38

À espera de um pacote

Publicado na(s) categoria(s) Mercado, por Dalton Vieira

O mercado aguarda o pacote econômico que será anunciado à partir das 14:50h (horário de Brasília), visando socorrer a economia norte-americana. Hoje (18) as bolsas de valores asiáticas fecharam o dia em alta acima de 0,5%. As bolsas nos EUA e Europa operam até o momento em alta.

Neste embalo o Ibovespa opera em alta em torno de 1%. Agora vamos ver se após a fala do “todo poderoso” o mercado sustenta ou amplia a alta do dia para aliviar a queda na semana que até ontem (17) estava quase em 8%. Um suporte importante para o gráfico semanal está em 58.292 e 58.095 pontos. Será que fecha acima ou abaixo deste patamar? Vamos aguardar.


Bush fala nesta 6a sobre pacote econômico nos EUA

WASHINGTON (Reuters) – O presidente norte-americano, George W. Bush, falará nesta sexta-feira sobre como ajudar a frágil economia dos Estados Unidos, no momento em que ele e o Congresso, liderado pela oposição democrata, avançam no diálogo sobre um plano para impedir uma recessão no país.

A Casa Branca e o Capitólio discutem um pacote de até 150 bilhões de dólares, segundo fontes próximas ao assunto que não quiseram ser identificadas. Sob consideração estão incentivos fiscais para famílias e empresas e ajuda aos norte-americanos de baixa renda para enfrentar as mudanças.

Até breve!

 Página 1.150 de 1.187  « Primeira  ... « 1.149  1.150  1.151  1.152 » ...  Última »